<
>

Manchester United tenta milagre na Premier League e pode se 'inspirar' em Arsenal para conseguir virada histórica

Desde de que o estrelado técnico José Mourinho deixou o Manchester United, a equipe decolou. O time, agora treinado por Ole Gunnar Solskjaer, acumula seis vitórias seguidas e 100% de aproveitamento com o novo técnico.

É difícil não se empolgar com o futuro dos Red Devils, mas será que ainda é possível conquistar o título da Premier League nessa temporada?

Na história do torneio, nunca houve um time campeão após estar 16 pontos atrás do líder, como é o caso do Manchester. O recorde de recuperação em pontos, segundo o site oficial da competição, é de 12, na temporada de 1997/98.

Na ocasião, o líder era justamente o Manchester United, comandado até então por Alex Ferguson. Com 22 partidas jogadas, a grande distância de pontos já deixava Beckham, Sheringham, Schmeichel, Scholes e companhia tranquilos pensando no terceiro caneco sob o comando do lendário comandante.

Porém, ninguém esperava que um técnico francês, em seu segundo ano no clube (o primeiro completo), levasse o Arsenal a uma sequência incrível. Arsène Wenger teve dez vitórias seguidas na reta final do campeonato, sendo uma delas sobre o próprio United. A equipe londrina se consagrou campeã, mesmo perdendo os dois últimos jogos.

Em razão da incrível recuperação, o francês recebeu o prêmio de melhor técnico do ano, e o atacante Dennis Bergkamp, o de melhor jogador (ambos no Campeonato Inglês).

Voltando a 2019, parece bem difícil uma recuperação de 16 pontos do United. Mas, obviamente, não é impossível.

A média de pontos dos campeões das últimas dez edições da Premier League é de 88,1 pontos. O Manchester, ganhando todas as 16 partidas restantes, pode chegar a 89. Parece algo inimaginável, mas no ano passado, o Manchester City ganhou 15 partidas seguidas, a maior série da história da liga. Então, o que seria mais um recorde nessa jornada?

A tabela contém alguns jogos difíceis, em especial no dia 24 de fevereiro, quando o United pega justamente o líder Liverpool - poderia ser o início de um colapso do time de Jürgen Klopp?

Curiosidade

Ole Gunnar Solskjaer, ídolo e atual técnico dos Red Devils, também estava no elenco do clube na desastrosa temporada 1997/98 citada acima. Vencer esta temporada, não seria exatamente uma "volta por cima" por parte dele, pois como jogador, já foi campeão da Premier League sete vezes. Mas, sem dúvida, a participação de Solskjaer em ambas as temporadas só mostraria como o futebol “dá voltas” e é espetacular.

A próxima fase dessa jornada é contra o Brighton, nesse sábado (19), em pleno Old Trafford. Às 13 horas (de Brasília), nos canais ESPN e no WatchESPN.