<
>

Camisa 34 vira 'moda' entre promessas na Europa, como filho de Kluivert e joia do Manchester City

A camisa 34 é a "moda" do momento entre jovens talentos do futebol europeu.

O número é usado, por exemplo, pelos atacantes Justin Kluivert, da Roma, e Amin Younes, do Napoli, e pelo defensor Philippe Sandler, promessa do Manchester City.

Mas, afinal, por que todos eles optaram por usar o 34?

O número nada mais é que uma homenagem ao meia Abdelhak Nouri, que foi companheiro dos três tantos nos times de base quando no elenco principal no Ajax, da Holanda.

Em 8 de julho de 2017, Nouri sofreu uma parada cardíaca durante um jogo amistoso de pré-temporada do time de Amsterdã. Atendido às pressas, foi levado para o hospital de helicóptero, mas acabou sofrendo danos cerebrais por falta de oxigênio e entrando em coma.

Ele saiu do coma cerca de um ano depois do incidente, mas teve sequelas graves por conta do mal súbito e acabou tendo a carreira encerrada com apenas 20 anos.

Atualmente, ele vive amparado por seus familiares e depende da constante atenção de médicos e enfermeiros para realizar suas necessidades básicas e seguir sobrevivendo.

Em agosto do ano passado, seu irmão contou a um canal de TV da Holanda que ele vem tendo uma "evolução lenta" em sua habilidade de comunicação, mas que consegue responder a alguns estímulos e frases com os olhos e a boca.

Kluivert, Younres e Sandler, por sua vez, decidiram vestir a camisa 34 para homenagear o amigo.

Eles também costumam homenagear Nouri sempre que possível nas redes sociais.

Um exemplo disso ocorreu em outubro do ano passado, quando Kluivert marcou seu primeiro gol pela Roma em uma jogo oficial.

"Meu irmão Nouri, esse meu primeiro gol é para você. Você está sempre nas minhas orações e a cada dia me inspira para que eu possar ser o melhor que puder", escreveu o holandês, em seu Instagram.