<
>

Segunda chance: Nasri tenta ressurgir após doping e encara seu ex-clube Arsenal na Premier League

Nasri atuando pelo West Ham Getty Images

Samir Nasri tem apenas 31 anos. Pouco para quem já está em evidência no futebol europeu há tanto tempo.

O meia francês ficou ‘sumido’ do mapa depois de cumprir uma suspensão por doping por 12 meses. Sem clube, ele não hesitou quando surgiu a oportunidade de se juntar ao West Ham no dia 31 de dezembro, a pedido de Manuel Pellegrini, seu ex-técnico dos tempos de Manchester City.

“Eu tenho sorte de receber uma segunda chance”, disse Nasri, na sua chegada aos Hammers.

A estreia de Nasri pelo time londrino aconteceu no último fim de semana, na vitória por 2 a 0 diante do Birmingham pela FA Cup. Nasri completou 44 de 46 passes e criou quatro chances de gol.

Tal atuação rendeu ao francês elogios e há quem diga que ele, de graça e com contrato de seis meses, tem tudo para ser a melhor contratação da janela de janeiro no 10º colocado na Premier League.

“Eu fiquei contente com Samir. Ele é um jogador que te dá tempo com a bola, tem boa técnica e gosta de ficar com a bola”, disse Pellegrini, que conquistou o título da Premier League em 2014 ao lado de Nasri.

O francês foi importante nos dois títulos do City na Premier League no começo da década, mas começou a cair de produção e teve passagens sem sucesso pelo Sevilla e Antalyaspor, da Turquia.

Quis o destino que sua reestreia na Premier League fosse diante de seu primeiro time na Inglaterra: o Arsenal, neste sábado, às 10h30 (Brasília), na ESPN Brasil e WatchESPN.

A torcida dos Gunners até hoje guarda certa mágoa de Nasri devido à forma como ele saiu do clube em 2011, indo para o rival Manchester City.