<
>

Liverpool no topo, Manchester United ascende e Everton em queda: o Power Ranking da Premier League

A Premier League passou pelo período fundamental da virada de ano, com rodada atrás de rodada e jogaços que movimentaram a tabela.

O Liverpool, ou melhor, "Liderpool", segue no topo da liga, mas vê uma aproximação dos atuais campeões após perder no confronto direto para o Manchester City.

Do outro lado da cidade, o Everton - que gerou grande expectativa antes da temporada com Richarlison, Bernard e Mina - está em queda livre.

Já em Old Trafford, a demissão de José Mourinho fez muito bem ao Manchester United, que é um dos times mais embalados da competição. E neste final de semana, mais duelos de arrepiar vem por aí, com destaque para o confronto entre a equipe de Paul Pogba e o Tottenham, terceiro colocado. É neste domingo, às 14h15, na ESPN Brasil e WatchESPN.

Para que você fique sabendo como estão os competidores no atual momento da competição, o o ESPN.com.br organizou mais uma vez as forças do campeonato nesta edição do Power Ranking!

1. Liverpool
Ranking anterior: 1º

Apesar de ter perdido a invencibilidade na Premier League em confronto direto pela liderança com o Manchester City e ter sido eliminado na Copa da Inglaterra pelo Wolverhampton, é pouco provável que o Liverpool perca o embalo. Até pelo calendário. Nas próximas cinco rodadas, enfrentará apenas dois times na parte superior da tabela: Leicester City (7º) e West Ham (10º) - e contra o primeiro jogará em Anfield. - André Donke


2. Manchester City
Ranking anterior: 2º

Após ter vencido o Liverpool e ter reduzido a diferença para o líder para quatro pontos, o Manchester City tem uma série decisiva para manter o embalo na caça ao rival. Primeiramente, os nove pontos são obrigatórios contra o Wolverhampton (casa), o lanterna Huddersfield Town (fora) e Newcastle United (fora). Na sequência, receberá Arsenal e Chelsea e visitará o Everton, em uma série pesada e que pode ser decisiva no sonho do título. - Donke


3. Tottenham
Ranking anterior: 4º

Desde a derrota para o Arsenal, no começo de dezembro, foram sete jogos, seis vitórias e 21 gols marcados – inclusive com uma sequência de 6 a 2 na casa do Everton e 5 a 0 sobre o Bournemouth. A diferença para o City caiu, e o time de Pochettino incomoda cada vez mais. - Matheus Zucchetto


4. Manchester United
Ranking anterior: 6º

Desde a demissão de José Mourinho e a chegada de Ole Gunnar Solskjaer, o Manchester United virou o time da vez na Inglaterra. Foram cinco vitórias em cinco jogos, com duas goleadas. É bem verdade que não houve um desafio tão grande, o que ocorrerá no domingo, diante do Totteham, em Londres. Se não perderem, os Red Devils têm tudo para construir uma longa invencibilidade na Premier League, já que o Leicester, fora, será a tarefa mais dura nas quatro rodadas seguintes. - Donke


5. Chelsea
Ranking anterior: 5º

O Chelsea teve dois tropeços em casa no último mês: empate contra o Southampton e derrota para o Leicester. Sem nenhuma vitória por mais de um gol no período, se distanciou dos líderes e agora luta para se manter na zona de Champions. A equipe de Sarri continua entre as melhores na posse de bola, mas peca nas finalizações: desde o último power ranking, é a 16ª em porcentagem de chutes que viram gol. - Matheus Sacramento


6. Arsenal
Ranking anterior: 3º

Não foi um dezembro dos mais fáceis para o Arsenal - vide a goleada sofrida por 5 a 1 para o Liverpool -, mas janeiro já trouxe duas vitórias e um calendário bem difícil nas próximas rodadas: West Ham, Chelsea e Manchester United (os dois últimos em casa). A briga pela próxima Uefa Champions League promete seguir viva para os Gunners. - Antônio Strini


7. Leicester
Ranking anterior: 11º

Talvez o time mais instável do futebol europeu nas últimas semanas. Depois de vencer o Chelsea em Londres e bater o Manchester City, a equipe perdeu em casa para o Cardiff City, que luta contra a queda. Na sequência, outro resultado gigante: 1 a 0 no Everton fora de casa. Por fim, acabou eliminado da Copa da Inglaterra pelo Newport County, da quarta divisão. A perspectiva é que o clube sofra uma queda, uma vez que, após duelar com o Southampton, terá pela frente o surpreendente Wolverhampton e os gigantes Liverpool, Manchester United e Tottenham. - Donke


8. Wolverhampton
Ranking anterior: 10º

Em um mês, os Wolves venceram Chelsea, em Stamford Bridge, e Tottenham, em Wembley. Os dois resultados não são algo comum e, não fosse pela derrota para o Crystal Palace, em casa, o time mais português da Premier League estaria atrás apenas do top 6 na tabela. - Zucchetto


9. Watford
Ranking anterior: 12º

O Watford venceu apenas dois dos últimos onze jogos na Premier League, contra Cardiff e West Ham. Mesmo assim, o time segue na metade da tabela, longe da zona de rebaixamento e sem muitas chances de brigar por vaga em competições europeias. - Zucchetto


10. West Ham
Ranking anterior: 7º

O West Ham estava em franca ascensão no começo de dezembro, principalmente pelas atuações e gols de Felipe Anderson. O brasileiro segue jogando em alto nível, mas as derrotas para Watford e Burnley, além do empate contra o Brighton, puxaram o freio de mão na tentativa do West Ham de se aproximar do top 6. - Zucchetto


11. Crystal Palace
Ranking anterior: 16º

O Crystal Palace se recuperou no último mês de Premier League, conquistando 10 pontos em 15 possíveis, com destaque para a vitória fora de casa sobre o Manchester City. A defesa é a grande força do time de Roy Hodgson, que levou só 4 gols nas últimas 5 partidas, mesmo enfrentando Pep Guardiola e Maurizio Sarri. - Sacramento


12. Bournemouth
Ranking anterior: 9º

Nos últimos 11 jogos pela Premier League, duas vitórias, um empate e oito derrotas. A posição na tabela ainda é cômoda (12º lugar, 11 pontos acima da zona de rebaixamento), mas o AFC Bournemouth precisa fazer pontos para continuar com essa vantagem diante de Everton, West Ham e Chelsea. - Strini


13. Everton
Ranking anterior: 8º

A fase do Everton é ruim: nos últimos cinco jogos, são quatro derrotas, incluindo um agregado de 9 a 3 diante de Manchester City e Tottenham. A defesa de Marco Silva no último mês é a segunda pior da Premier League e está na hora dos azuis de Liverpool fazerem mudanças no setor, que tem visto o ex-Palmeiras Yerry Mina sendo titular. - Sacramento


14. Southampton
Ranking anterior: 20º

Dezembro foi o melhor mês do Southampton na Premier League, com vitórias sobre Arsenal e Huddersfield. Mas o que parecia o começo de algo promissor voltou a ser frustrante, com derrotas em casa para West Ham e City. Ainda assim, o empate na casa do Chelsea dá mais um respiro para a equipe, que briga para deixar a zona de rebaixamento. - Zucchetto


15. Brighton
Ranking anterior: 13º

Nos confrontos diretos contra a degola, o BHA tem levado a melhor, o que lhe deixa em situação mais confortável na classificação (dez pontos acima do antepenúltimo colocado Southampton). Em janeiro, porém, duelos contra o embalado Manchester United e o líder Liverpool serão importantes para manter a “gordura”. - Strini


16. Newcastle
Ranking anterior: 17º

Desde o esboço de reação em novembro com três vitórias seguidas, o Newcastle tem vivido tempos difíceis novamente. Nos últimos nove confrontos, só venceu o lanterna Huddersfield Town, está há cinco jogos sem triunfos e ainda terá pela frente Chelsea, Manchester City e Tottenham em três de seus próximos quatro compromissos. - Donke


17. Burnley
Ranking anterior: 15º

Três vitórias nas últimas sete rodadas trouxeram um alívio aos comandados de Sean Dyche. A equipe, atualmente, está fora da zona de rebaixamento, mas apenas dois pontos acima do Southampton. Um confronto direto diante do Fulham antes de enfrentar Wolverhampton e Manchester United será de vital importância para o Burnley neste mês. - Strini


18. Cardiff
Ranking anterior: 14º

A “gordura” acabou para o time galês, agora apenas uma posição acima da zona de rebaixamento. Huddersfield Town e Newcastle são os próximos adversários em duelos diretos contra a degola, e o Cardiff tem de fazer um dos piores ataques da liga (19 gols) finalmente funcionar nessas “finais”. - Strini


19. Fulham
Ranking anterior: 19º

Descontando a partida contra o Arsenal, o Fulham conseguiu levar apenas três gols nos últimos quatro jogos. É uma grande evolução para o que é, disparada, a pior defesa da competição. Lutando contra o rebaixamento, empates em 0 a 0 fora de casa e triunfos suados em casa, como ocorreu contra Newcastle e Huddersfield, respectivamente, são fundamentais. - Sacramento


20. Huddersfield
Ranking anterior: 18º

O último mês foi terrível para o Huddersfield, que perdeu todos os cinco jogos que fez. E não foram derrotas para times de cima da tabela: houve quatro confrontos diretos, contra Fulham, Southampton, Burnley e Newcastle. Desde o último power ranking, a equipe de David Wagner é a “melhor do resto” em posse de bola (excluindo o Big 6), fórmula que claramente não funcionou. - Sacramento