<
>

Diego Alves pega muito, Rodrigo Caio estreia, e Flamengo vence o Ajax na Florida Cup

Após um empate em 2 a 2 no tempo normal, o Flamengo venceu o Ajax nas penalidades por 4 a 3 e estreou com vitória na Florida Cup, nesta quinta-feira.

O time carioca sofreu no primeiro tempo e demorou para entrar no jogo. Mas acordou após sofrer gol de Huntelaar, que pegou de primeira e venceu Diego Alves.

O Flamengo empatou com Uribe, de cobertura, após passe espetacular de Éverton Ribeiro.

Após ótima troca de passes, envolvendo David Neres, o Ajax chegou ao segundo gol com Labyad, que só completou para o gol.

Uribe, mais uma vez, colocou o jogo em igualdade, aproveitando a falha de Lamprou, que não segurou finalização de Diego.

Nos pênaltis, Labyad, Traoré e De Wit converteram suas cobranças, mas Veltman e Magallán desperdiçaram, acertando a trave, e isolando por cima do gol, respectivamente.

No Flamengo, Piirs da Motta, Rodinei, Trauco e Berrío converteram. A quinta cobrança não foi necessária.

O destaque do Flamengo, além de Uribe, foi Diego Alves, que fechou o gol no segundo tempo, e garantiu o empate até o último minuto do tempo regulamentar.

O recém-chegado Rodrigo Caio fez sua estreia pelo time carioca na segunda etapa.

A vitória nos pênaltis dá dois pontos ao Flamengo, enquanto o Ajax soma apenas um, pelo empate no tempo regulamentar.

O jogo

A partida começou equilibrada, com as duas equipes tocando a bola para os lados e buscando descobrir espaços nas defesas adversárias. Só aos sete minutos, o time carioca chegou na área em cobrança de falta executada por Everton Ribeiro, mas a zaga holandesa aliviou.

Aos 15 minutos, o Ajax marcou o primeiro gol. Huntelaar tabelou com Cerny pela esquerda, recebeu nas costas de Pará, entrou na área e bateu no canto direito de Diego Alves. A resposta da equipe carioca não demorou. Aos 18 minutos, a equipe rubro-negra empatou. Everton Ribeiro fez ótimo passe para Uribe, que invadiu a área e encobriu o goleiro do time holandês.

Logo depois, Éverton Ribeiro assustou a defesa do time europeu com um chute forte que passou perto da trave. Logo depois foi a vez de Vitinho, que arriscou de fora da área e o goleiro Lamprou se atrapalhou e quase levou um frangaço. O Ajax respondeu com Cerny, que invadiu pela esquerda e chutou para boa defesa de Diego Alves.

Aos 33 minutos, a equipe holandesa desempatou. Após boa troca de passes, a bola sobrou para Labyad, que bateu para vencer Diego Alves e colocar o Ajax na frente. A partida ficou aberta, com as duas equipes procurando o gol. O Ajax teve duas oportunidades para ampliar, mas Diego Alves apareceu bem. Aos 39 minutos, Vitinho recebeu na entrada da área, iludiu o marcador e chutou forte para defesa difícil de Lamprou. Aos 42 minutos, o Flamengo voltou a empatar, novamente com Uribe, que aproveitou o rebote do goleiro holandês após chute de Diego.

Para o segundo tempo, o técnico Abel Braga trocou dez jogadores, deixando apenas Diego Alves no gol. O jogo ficou equilibrado, mas o Ajax mostrava mais objetividade nas jogadas de ataque e exigia muito do goleiro rubro-negro. Aos 16 minutos, Diego Alves apareceu bem ao defender um chute de Labyad e, aos 21 minutos, Ekkeemlenkamp chutou forte e Diego Alves espalmou para escanteio, evitando o terceiro gol da equipe holandesa.

O Flamengo caiu muito de produção com as modificações e só segurava o resultado por causa da grande atuação de Diego Alves. Nos acréscimos, no último lance importante da partida, Lang recebeu nas costas de Rodinei e acertou a trave de Diego Alves que, fora da jogada, só torceu para a bola não entrar.

FICHA TÉCNICA:
FLAMENGO-BRA 2 (4) X (3) 2 AJAX-HOL

Local: Orlando City Stadium, em Orlando (EUA)
Data: 10 de janeiro de 2019, quinta-feira
Horário: 22h00 (de Brasília)
Árbitro: Esteban Rosano(EUA)
Assistentes: Francisco Terranova e Anya Voct(EUA)
Cartão Amarelo: Piris da Mota(Fla); Veltman, De Witt(Ajax)
Gols: FLAMENGO: Uribe aos 18 e 42 minutos do primeiro tempo AJAX: Huntelaar aoz 15 minutos e Labyad aos 33 minutos do primeiro tempo

FLAMENGO: Diego Alves,Pará (Rodinei), Léo Duarte (Dantas), Rhodolfo (Rodrigo Caio) e Renê (Trauco); Cuéllar (Ronaldo), Willian Arão (Piris da Mota), Diego (Jean Lucas) e Éverton Ribeiro (Thiago Santos) (Vítor Gabriel); Vitinho (Berrio) e Uribe (Henrique Dourado) Técnico: Abel Braga

AJAX: Lamprou; Kristensen, Schuurs (Veltman), Magallán e Sinkgraven (Bakker); Eiting (Jensen), Gravenberch (De Witt) e Labyad; David Neres (Ekkelenkamp) Huntelaar (Traore) e Cerny (Lang) Técnico: Erik tem Hag