<
>

Chelsea pode denunciar Bayern de Munique à Fifa por aliciamento em Hudson-Odoi

O Chelsea se organiza para enviar um comunicado contra o Bayern de Munique para a Fifa, se encontrar evidencias necessárias para provar que um ‘assédio’ ao seu atacante, Callum Hudson-Odoi, foi feito pela equipe alemã.

Recentemente, fato parecido ocorreu no futebol brasileiro, com dirigentes do Cruzeiro afirmando que agiriam contra o Flamengo, pela tentativa da contratação do meia Giorgian De Arrascaeta.

O Bayern busca a transferência do jovem atleta e já está na quarta oferta enviada, que ‘gira’ em torno de £35 milhões de euros, aproximadamente 164 milhões de reais na cotação desta quinta-feira.

O diretor de futebol do Bayern, Hasan Salihamidzic, confirmou o interesse na aquisição do atleta para elenco da equipe bávara. “Nós queremos contratá-lo, absolutamente”.

Apesar da sinceridade nos comentários de Salihamidzic, apenas as palavras ditas na coletiva não configuram o bastante para infringir os regulamentos da Fifa. Por sua vez, os Blues desejam ‘desesperadamente’ manter o atleta formado nas categorias de base do clube de Stamford Bridge.

E a decisão do treinador Maurizio Sarri em colocá-lo como titular no jogo de ida na semifinal da Copa da Liga Inglesa contra o rival Tottenham, prática pouco adotada pelo clube com seus jovens jogadores, revela o desejo do time na renovação de contrato.

Por outro lado, o zagueiro Antonio Rudiger revelou recentemente uma conversa em que Hudson-Odoi perguntou sobre a experiência no futebol alemão.

Atualmente com dezoito anos, o atacante inglês tem contrato com os Blues até junho de 2020.