<
>

Vinicius Junior, Richarlison, Dembélé e mais: 19 jogadores que devem estourar em 2019

Para comemorar a chegada de um novo ano, o ESPN.com.br listou 19 jogadores que têm boas condições de verem suas carreiras decolarem em 2019. A escolha dos nomes não se dá apenas pelo talento ou pela idade de cada um, mas também pela oportunidade que vivem na carreira. Veja:

Wojcieh Szczesny (Juventus) – Aos 28 anos, ele está longe de ser uma promessa que pode ver seu potencial estourar em 2019. Porém, o polonês tem a grande chance de transformar-se em um goleiro da primeira prateleira devido à oportunidade que tem de substituir ninguém menos do que Giuanuigi Buffon e de conquistar um título importante como titular.

Bernd Leno (Arsenal)– Após anos brilhando na Alemanha, o goleiro teve a principal chance da sua carreira no meio de 2018 ao se transferir ao Arsenal. Ele até começou no banco de Petr Cech, mas virou titular e tem agora a oportunidade de se firmar em tal posto. Um semestre sólido não faria apenas ele desbancar uma lenda, como também mostrar que está apto a brigar com Marc-André ter Stegen como substituto de Manuel Neuer.

Letras venenosas, chutaços absurdos e cobertura 'cruel': o Top10 golaços do ano na Premier League

Matthijs de Ligt (Ajax) – Aos 19 anos, o zagueiro é o jogador com maior valor de mercado no Campeonato Holandês, segundo o Transfermarkt (65 milhões de euros), se estabeleceu como um dos pilares do Ajax e, inclusive, é o capitão do time – Joel Veltman está machucado e sequer atuou na temporada. Em 2018, ganhou o prêmio Golden Boy, do jornal italiano Tuttosport, como melhor jogador sub-21 do ano.

Aymeric Laporte (Manchester City) – O zagueiro de 24 anos não é mais uma joia e já se tornou conhecido do fã da Premier League, sobretudo depois que trocou o Athletic Bilbao pelo Manchester City em janeiro de 2018 por 65 milhões de euros – é o segundo jogador mais caro da história de sua posição. Alternando-se entre a reserva e o time titular nos seus seis primeiros meses, o talentoso defensor agora se firmou nos 11 iniciais e tem a chance de alcançar um patamar ainda mais alto na carreira com o City e a seleção francesa (ele não foi convocado para a última Copa do Mundo).

João Cancelo (Juventus) - A Juventus pretende alcançar o topo da Europa com Cristiano Ronaldo e pode alavancar a carreira de outro português. Contratado por 40,4 milhões de euros junto ao Valencia, o lateral direito João Cancelo tem feito boas atuações e pode fechar esta temporada como nome muito mais conhecido do que atualmente.

Lucas Hernández (Atlético de Madrid) – Em sua segunda temporada estabelecido como titular do Atlético de Madrid, o lateral esquerdo de 22 anos vem em enorme ascensão na carreira. Em 2018, foi titular da seleção francesa na conquista da Copa do Mundo; em 2019, existe a possibilidade de ser vendido ao Bayern de Munique por 80 milhões de euros. Fato é que o jogador, que também pode atuar como zagueiro, tem tudo para dar muitos passos à frente neste ano.

Frenkie de Jong (Ajax)– Avaliado em 60 milhões de euros, De Jong só fica atrás de De Ligt no Campeonato Holandês e vive um crescimento meteórico. Depois de ter conquistado espaço no time titular como zagueiro na última temporada, o meio-campista se firmou em sua posição habitual na atual campanha. O atleta de 21 anos foi apontado como alvo de Manchester City, Paris Saint-Germain e Bayern de Munique, mas o jornal Sport aponta que ele já se acertou com o Barcelona. Resta chegar a um acordo com o Ajax, que poderia ser de 75 milhões de euros.

Arthur (Barcelona) - Enaltecido pela imprensa catalã, elogiado por Lionel Messi e se firmando na seleção brasileira e no Barcelona, Arthur só tem crescido de forma impressionante na carreira desde o título do Grêmio na Libertadores. A tendência é que a importância do brasileiro com a camisa verde e amarela e com a azul e grená só aumente.

Coutinho 'na caixa', falta impossível, gol do meio de campo e Messi 'desmontando' zagueiro: o Top10 de LaLiga

Lucas Torreira (Arsenal) – Depois de N’Golo Kanté ter encantado a Premier League com seu estilo de jogo incansável e com capacidade praticamente infalível de desarme, o uruguaio parece seguir o mesmo caminho. Há poucos meses, o então atleta da Sampdoria era pouco conhecido no futebol internacional. Porém, uma grande Copa do Mundo e um início bastante promissor no Arsenal o fizeram ser um dos jogadores com maior expectativa para 2019.

Jorginho (Chelsea) – Depois de ter feito uma parceria de sucesso com Maurizio Sarri no Napoli, o volante tem repetido o roteiro só que em uma vitrine ainda maior: o Chelsea, que pagou 57 milhões de euros por ele no meio de 2018. Estabelecido na seleção italiana, o jogador nascido no Brasil tomou conta do meio de campo dos Blues e é o nome com mais toques na bola (1804) e passes certos (1480) nesta edição da Premier League.

Ousmane Dembélé (Barcelona) – O francês tem sido um dos jogadores mais comentados nas últimas semanas, seja pelas grandes atuações em campo ou pelas polêmicas, como os diversos atrasos em treino. Falando apenas do mérito esportivo, o atacante, que custou até o momento 115 milhões de euros ao Barcelona em 2017, teve dificuldades em sua primeira temporada – como lesões -, mas parece ter engrenado. Coadjuvante na conquista da França na Copa de 2018, o jogador foi ganhando maior espaço no Barça e até já deixou Philippe Coutinho no banco.

Anthony Martial (Manchester United) - Desde que foi contratado em 2015, o atacante até teve bons momentos, mas nunca se consolidou como um nome de confiança no elenco. Aos 23 anos, ele indica que pode mudar a realidade na atual temporada, na qual soma oito gols em 14 partidas pela Premier League. Chegou o momento de o francês deslanchar?

Christian Pulisic (Borussia Dortmund) – O norte-americano está em sua terceira temporada como uma peça importante no elenco principal do Borussia Dortmund. Em 2017-18, o meia-atacante foi um dos principais jogadores aurinegros na temporada; na atual campanha, viu seu protagonismo diminuir por conta das lesões e da ascensão de Sancho, mas ainda assim é um nome com enorme potencial para 2019. Possivelmente, fora do Dortmund, já que o jornal alemão Bild aponta que o Chelsea chegou a um acordo para contratar o atleta de 20 anos.

Retrospectiva 2018: essas 10 frases deram o que falar no mundo do futebol

Serge Gnabry (Bayern de Munique) - Promessa do Arsenal, artilheiro e vice-campeão olímpico em 2016, o meia viu sua carreira decolar no retorno à Alemanha. Uma grande temporada 2016-17 pelo Werder Bremen o levou ao Bayern de Munique, que o emprestou ao Hoffenheim em 2017-18. Com dez gols e cinco assistências, Gnabry foi um dos principais responsáveis para que o time terminasse na terceira colocação da Bundesliga e o gabaritasse para ser utilizado pelo Bayern em 2018-19. O meia tem sido um dos destaques em uma campanha discreta dos bávaros e vê seu status crescendo cada vez mais no futebol europeu.

Jadon Sancho (Borussia Dortmund) - No começo de 2018, ele começou a ganhar espaço no elenco principal do Borussia Dortmund e até foi o calouro do mês de janeiro no Alemão. Já na atual temporada, virou uma das referências técnicas do time e soma seis gols e sete assistências nesta Bundesliga, competição na qual é o líder em dribles certos (42). Para o site Transfermarkt, o atleta de 18 anos tem um valor de 70 milhões de euros, o maior do campeonato nacional, ao lado de ninguém menos do que Robert Lewandowski.

David Neres (Ajax)- Há dois anos na Holanda, David Neres se adaptou rapidamente no Ajax e é desde sua chegada um dos destaques da equipe. Não à toa, foi eleito o melhor jogador do primeiro turno do campeonato nacional em 2017-18. Vivendo a expectativa de estrear pela seleção brasileira, o jogador de 21 anos tem tudo para ver seu potencial aumentar em 2019.

Richarlison (Everton)– Outro brasileiro que rapidamente se adaptou rapidamente ao futebol europeu foi Richarlison. Contratado pelo Watford no meio de 2017 por 12,4 milhões de euros, ele fez uma temporada tão boa que um ano depois acabou negociado com o Everton por 39,2 milhões de euros. O atacante de 21 anos vive outra boa fase, chegou à seleção e é nome certo para a disputa da Copa América.

Vinicius Junior (Real Madrid) – O atacante de 18 anos chegou no meio do ano ao Real Madrid e foi aos poucos se soltando. Depois de um período de adaptação com cinco jogos e quatro gols no time B, o atacante foi ganhando espaço gradativamente e já tem dois gols pelos profissionais. De todos os nomes da lista, ele é o que mais se enquadra no status de promessa, mas isso não muda o fato de que 2019 reserva altas expectativas em sua carreira.

Lautaro Martínez (Internazionale)– Possivelmente o jogador de maior destaque no futebol sul-americano no primeiro semestre de 2018, o atacante de 21 anos chegou vestindo a camisa 10 na Inter de Milão e ainda vai ganhando seu espaço. Em 2019, ele tem a chance de se firmar em um gigante do futebol europeu carente por bons resultados.