<
>

Atlético-PR: Léo Pereira tatua taça da Copa Sul-Americana um dia após conquista

play
Torcida do Athletico Paranaense faz festa incrível durante final contra o Junior Barranquilla (1:01)

Torcedores comandaram as comemorações nos arredores da Arena da Baixada (1:01)

Enquanto, para o Athletico Paranaense, o título da Copa Sul-Americana 2018 está gravado na história do clube, para o zagueiro Léo Pereira, a conquista está gravada na pele. Um dia após a sofrida vitória, nos pênaltis, sobre o Junior Barranquilla-COL, o defensor de 22 anos de idade tatuou a taça do torneio na perna direita.

Cria das categorias de base do Furacão, o jogador fez sua estreia pelo time profissional ainda em 2013, com apenas 17 anos de idade. Mesmo entrando em campo 14 vezes em 2014, foi emprestado para o Guaratinguetá em 2015. Em 2016, foi cedido ao Náutico e, em 2017, ao Orlando City, dos Estados Unidos.

Léo não obteve destaque em nenhum dos clubes que passou, mas enfim recebeu uma oportunidade do próprio Atlético-PR, já neste ano, que acabou sendo o melhor de sua carreira até então. Foram 41 partidas disputadas e seis gols marcados pelo zagueiro, que se tornou uma das principais peças do elenco que ficou na sétima colocação do Campeonato Brasileiro e foi campeão da Sul-Americana, nesta quarta-feira.