<
>

Sidão se despede do São Paulo e acerta com Goiás por dois anos

Titular durante mais da metade do ano no São Paulo, o goleiro Sidão deixará o clube do Morumbi para defender o Goiás, equipe que disputará a primeira divisão do Campeonato Brasileiro na próxima temporada.

“Fechamos com o Sidão por dois anos e o São Paulo o liberou sem custos de transferência. Ele vai se apresentar para nós em janeiro”, disse Tulio Lustosa, diretor de futebol do Goiás, para a reportagem.

O lateral esquerdo Edimar poderia ter o mesmo destino do arqueiro, mas o diretor do time esmeraldino explicou que não houve acordo.

“Achamos ele um bom lateral, mas não chegamos a um acordo e temos outros nomes na lista”.

Apesar de ter mais um ano de contrato com o São Paulo, Sidão perdeu espaço no time titular. Virou reserva de Jean na reta final do Campeonato Brasileiro e a tendência é virar terceiro goleiro na próxima temporada, segundo sinalizou a comissão técnica.

A ideia de André Jardine e também do clube é valorizar Lucas Perri, jogador que foi formado na base trciolor e atualmente é terceiro goleiro. Ele jogou o Brasileiro de aspirantes (sub-23) e foi campeão. Teve até proposta para defender o São Bento em 2019, mas ela foi recusada justamente pelo interesse são-paulino e contar com Perri.

Sidão está no São Paulo desde 2017. Foi contratado a pedido de Rogério Ceni. Teve uma primeira temporada difícil com lesões, mas assumiu a titularidade na reta final e começou o atual ano com um voto de confiança.

Os números dele são bons pelo São Paulo. Tem poucas derrotas, poucos gols sofridos e uma invencibilidade no Morumbi. No entanto, a avaliação é que ele não estava demonstrando segurança necessária na meta.

A tendência é que no Goiás ele seja o titular.

Para Edimar, o contexto não é tão diferente. Ele terminou o ano como reserva imediato de Reinaldo --foi titular contra a Chapecoense, na última rodada do Campeonato Brasileiro--, mas, com a vinda de Léo Pelé, ficará como terceiro na lista de preferências.