<
>

CR7 com só 1 gol, Neymar caçado e brasileiro 'cão de guarda': os números da fase de grupos da Champions

play
Muller é expulso com entrada violenta em argentino do Ajax, que precisa ter cabeça grampeada (0:33)

Bayern e Ajax empataram em 3 a 3 pela Champions; Tagliafico marcou um dos gols após incidente (0:33)

A fase de grupos da Uefa Champions League chegou ao fim nesta quarta-feira, e alguns números surpreendentes – outros, não – foram marcantes. O ESPN.com.br separou estatísticas interessantes sobre a etapa que acaba de terminar na principal competição de clubes da Europa.

A melhor campanha foi a do Porto, único time a ter somado 16 pontos – só ‘tropeçou’ no empate com o Schalke 04 na Alemanha, em um grupo que tinha ainda o Galatasaray e o Lokomotiv Moscou. Barcelona e Bayern de Munique somaram 14 unidades cada. Já o pior desempenho foi o do AEK Atenas, único a não somar um ponto sequer, na chave que também contava com Bayern, Ajax e Benfica.

O melhor ataque foi o do Paris Saint-Germain, com 17 gols, enquanto que a melhor defesa foi a do Borussia Dortmund, com só dois gols sofridos, ambos na derrota por 2 a 0 para o Atlético de Madrid.

O artilheiro da competição é Robert Lewandowski, com oito gols, dois a mais do que Lionel Messi. Goleador máximo nas últimas seis edições da Champions, Cristiano Ronaldo tem somente um tento somado até aqui em 2018-19. Expulso no primeiro tempo do primeiro jogo, contra o Valencia, o camisa 7 não disputou a segunda rodada e foi titular nos outros quatro confrontos, balançando a rede na derrota para o Manchester United na Itália.

Toni Kroos lidera em toques na bola, com 635 - foram 53 a mais do que Aymeric Laporte, que é o segundo colocado. O alemão também é o primeiro em passes certos, com 503. O zagueiro do Manchester City, novamente o segundo, deu 474 passes. Para fechar a 'trinca', o atleta do Real Madrid também fica no topo em chances criadas (23), com uma a mais do que Memphis Depay, do Lyon.

Por falar em Depay, o holandês é o líder em assistências ao lado de Riyad Mahrez (Manchester City) e Kylian Mbappé (PSG), com quatro. Na sequência, aparecem sete jogadores com três passes para gol.

Quanto a números defensivos, o brasileiro Allan, do Napoli, é com muita folga o líder em desarmes, com 39. O segundo colocado, Alejandro Grimaldo (Benfica), possui apenas 25.

Na disputa em bolas aéreas, outro campeão incontestável: o atacante Luuk de Jong (PSV), com 51. Federico Fazio (Roma) é quem mais se aproxima, com 29.

No quesito disciplinar, Nicolás Tagliafico (Ajax) foi o campeão de amarelos, com quatro. O lateral direito Denzel Dumfries (PSV) é o líder em faltas cometidas, com 18, duas a mais do que o atacante brasileiro Joelinton (Hoffenheim). Nas faltas sofridas, Neymar é o primeiro colocado com 34 faltas sofridas, dez a mais do que o atacante Hirving Lozano (PSV). Cristiano Ronaldo e Lionel Messi sofreram nove e cinco, respectivamente.

Entre os goleiros, Milan Borjan (Estrela Vermelha) foi o que mais sofreu gols, com 17. Por outro lado, ele foi o que mais defesas realizou: 39. Em segundo ficou Jeroen Zoet (PSV), com 37. Se for considerado o percentual de defesas pelo número de chutes no gol, Roman Bürki (Borussia Dortmund terminou como melhor, com 89,5%, após 15 intervenções em 18 conclusões.