<
>

Ex-São Paulo, Henrique Almeida fatura com grife própria de roupas: 'Jogador aposenta cedo'

play
ESPN lança Fantasy de futebol internacional (0:30)

Você poderá montar seu time da Premier League da Inglaterra, da LaLiga da Espanha ou da Uefa Champions League (0:30)

Artilheiro e eleito o melhor jogador do título mundial sub-20 com a seleção brasileira em 2011, Henrique Almeida tem se aventurado em outras áreas fora do futebol. O atacante de 27 anos, que defende o Belenenses, de Portugal, é atualmente dono de uma grife de roupas.

Com "espírito empreendedor", ele investiu uma parte do que ganhou em negócios e hoje fatura vendendo suas criações para os amigos boleiros e o público em geral.

"Sempre gostei de mexer com negócios mesmo, desde pequeno (risos). Aí eu e meu primo tivemos a ideia de montar uma loja de roupas e surgiu a Born. A experiência é muito boa e a loja foi crescendo bastante com o passar do tempo", disse o jogador, ao ESPN.com.br.

"Quando eu estava no Grêmio todos os companheiros compravam e postavam no Instagram divulgando a marca (risos). O Ramiro, o Luan, entre outros... No Botafogo um dos que usou era o Sassá", relatou.

Apesar de coordenar a grife, ele não é o responsável pela criação dos modelos que são vendidos.

"Os modelos são um designer mesmo que temos que faz. Ele vê as tendências e cria a partir disso e temos um diretor de arte também que faz os desenhos. O meu primo arruma os fornecedores e as vendas", contou.

A incursão de Henrique Almeida no mundo dos negócios ganhará em breve um novo empreendimento. O atacante irá inaugurar um complexo esportivo em Brasília, sua terra natal.

"Com essa era do futevôlei bombando e como já sou apaixonado por futebol, tivemos a ideia de abrir a Arena 61. Teremos campos de futebol society, quadras de futevôlei, lugar para fazer ginástica funcional, crossfit e futmesa", relatou.

Morando em Portugal, o jogador precisa da ajuda dos familiares para que os negócios prosperem.

"Tenho bastante dificuldades, pois não é fácil administrar de longe. Com isso, tem meu pai que fica administrando tudo pra mim enquanto eu estou fora, pois meu pensamento maior é no futebol. Mas penso pós-carreira para continuar a trabalhar, porque o jogador aposenta cedo demais (risos)", admitiu.

Vida em Portugal

Com passagem pela categoria de base do Atlético-PR, Henrique Almeida foi revelado no São Paulo. Em 2011, brilhou no Mundial sub-20, sendo artilheiro com 5 gols e campeão pela seleção brasileira. Ele chegou a ir à Espanha, treinou com o time B do Real Madrid e agradou. No entanto, acabou não acertando com os gringos, e teve que voltar ao Brasil.

Depois, rodou por Vitória, Granada-ESP, Sport, Botafogo, Bahia, Coritiba, Grêmio e Giresunspor-TUR. Nesta temporada, ele trocou o futebol turco pelo Belenenses, de Portugal.

"Eu sempre tive vontade de jogar fora do país. Na Turquia eu tive uma experiência muito boa e bem prazerosa. O futebol e a cultura são muito diferentes. Após acabar o campeonato eu tive proposta para ficar no time, mas surgiu a oportunidade no Belenenses. Eu vim para cá também por causa do país e da língua que acaba sendo mais fácil na adaptação. Estou muito feliz e realizando um sonho de jogar na Europa", explicou.

"Eu cheguei aqui acabei machucando ficar alguns meses parado e estou voltando agora jogar. Ainda não estamos no meio do campeonato e acho que até o fim da temporada ainda poderei jogar. No futebol as coisas acontecem muito rápido, espero que as coisas melhorem e que eu possa voltar para fazer os gols aqui e acabar o ano melhor", projetou o jogador, que tem nove partidas pelo clube e ainda não balançou as redes.

O Belenenses está na sétima posição do Campeonato Português com 18 pontos e briga por uma vaga na próxima edição da Liga Europa.

"Nosso grupo é muito bom e a gente está pensamento de conquistar algo grande para o Belenenses. Precisamos ficar entre os cinco primeiros colocados. Pelo jeito que a gente vem jogando tenho certeza que tem como isso acontecer. A gente já está seis jogos sem perder, são três vitórias e três empates. Precisamos continuar assim", finalizou.