<
>

Elias reúne ex-corintianos para jogo beneficente em São Paulo

Sol, churrasco, música e muita bola rolando. O domingo foi de alegria para a centena de crianças que participaram de um jogo beneficente realizado pelo meia Elias na sede de seu projeto social na Zona Norte da cidade de São Paulo. Marcaram presença no evento os ex-corintianos Fábio Santos, Willian Capita e Danilo Fernandes, além do amigo de longa data, Pedro Geromel, do Grêmio, e de Felipe Ezabella, que concorreu à presidência do Timão na última eleição.

“Fico feliz, mais um ano se passando e a gente está aqui, com o projeto vencendo. Antes era um campo de várzea, hoje já tem uma estrutura. A gente fica feliz de estar ajudando a comunidade em que eu cresci, foi aqui onde dei meus primeiros passos como atleta e onde pude ter a fazer a escolha certa para a minha vida. Então tento passar para eles que se seguir no caminho certo, a gente pode ser alguém muito bem-sucedido na vida. É o mínimo que eu posso fazer por eles”, destacou Elias em entrevista à Gazeta Esportiva, celebrando as mais de 500 crianças atendidas pelo seu projeto.

“O Elias está de parabéns pelo o que tem feito pela comunidade. E a gente chega aqui, tem um monte de moleque de olhando… É legal porque eles falam ‘se ele chegou aí onde ele está, eu também tenho essa chance’. Então servir de exemplo é muito legal. Criança é o futuro”, pontuou Geromel.

Antes de começar a partida, quem roubou a cena foi Davi e Felipe, filhos de Elias, que encantavam a todos correndo pelo campo. Aos poucos, a criançada foi tomando conta do gramado, aproveitando para bater uma bolinha enquanto não soava o apito inicial.

“Poder ajudar o próximo, jogar uma bola, conversar, dar risada, é sempre muito bacana e a gente aproveita para fazer isso nas férias. A gente já passou por isso, sabe muito bem como é e como faz diferença ajudar o próximo. Ainda mais o Elias que viveu aqui dentro. Poder ajudar essas crianças, realizar sonhos… O esporte é sempre um bom começo, então a gente incentiva esse trabalho que o Elias faz. A gente não sabe se vai sair algum jogador de futebol, mas como pessoas, tenho certeza que vão crescer bastante”, exaltou outro convidado, Fábio Santos.

Quando Elias e companhia surgiram em campo, para alegria da torcida, estavam, de um lado, os amigos do Elias, de branco, contando com Fábio Santos, Willian e o lateral do Galo, Emerson, e do outro, os amigos do Geromel, vestindo preto. E quem levou a melhor foi o time do dono da casa, como ele mesmo já havia previsto antes de a bola rolar.

“Profissionalmente a gente jogou pouco um contra o outro. Mas ele levou a melhor, está a algumas vitórias na frente. Mas aqui, hoje, é que vale. Jogando em casa, a bola é minha, o campo é meu, a torcida é minha… Não tem como perder”, brincou.

*Especial para a Gazeta Esportiva