<
>

Troca com o Corinthians pode ser a solução para saída de Castán do Vasco

Considerado um dos líderes do elenco do Vasco da Gama, e um dos responsáveis pela permanência da equipe na Série A em 2018, o zagueiro Leandro Castán está sendo sondado para retornar ao Corinthians, clube onde jogou e foi campeão brasileiro e da Libertadores, na próxima temporada.

O jogador tem contrato até o final de 2019 e está nos planos do Vasco. Entretanto, se não conseguir convencê-lo a ampliar o compromisso e permanecer em São Januário, uma das opções do clube carioca para viabilizar o negócio é trazer atletas da equipe paulista. O zagueiro Marllon e o atacante Clayson são nomes que agradam ao Cruzmaltino, e podem facilitar a saída do jogador.

Além de Castán, o volante Andrey e o lateral/meia Yago Pikachu têm sondagens do exterior e podem deixar São Januário. A venda dos dois é considerada chave para equilibrar as finanças do clube.

Se por um lado o clube pode perder esses três jogadores para o ano que vem, a diretoria se mexe para aliviar ainda mais a folha de pagamento e abrir espaço para reforços. Cinco atletas cujos contratos estão terminando foram comunicados sobre a não renovação de seus vínculos. São eles Lenon, Fabrício, Giovanni Augusto, Kelvin e Andrés Ríos.

Já o goleiro Martín Silva segue com situação indefinida. Após um ano irregular, o ex-titular absoluto e ídolo da torcida pode ser utilizado como moeda de troca na busca por reforços. Com alto salário para o padrão do clube, e 35 anos de idade, o uruguaio pode estar se despedindo de São Januário em breve.

No lado dos reforços, nada de concreto existe até o momento. O Cruzeiro disse ter sido sondado pelo empréstimo do volante Bruno Silva, mas prefere negociá-lo em definitivo. Outro na mira da diretoria é o meia Bruno César, ex-Corinthians e atualmente no Sporting, de Portugal.

Impaciente com a falta de notícias, a torcida fez um protesto neste sábado em São Januário, e chegou a divulgar uma lista de reforços encabeçada por Diego Souza (São Paulo), Guerra (Palmeiras), Bruno César (Sporting), Sornoza (Fluminense), Luan e Marcos Rocha (Atlético-MG), além do técnico Abel Braga.