<
>

Roma abre dois de vantagem, mas Cagliari, com dois expulsos, busca empate nos acréscimos

Jogadores do Cagliari vão à loucura com gol de Marco Sau, que deixou tudo igual contra a Roma Enrico Locci/Getty Images

A Roma não vem fazendo boa campanha no Campeonato Italiano, mas tinha chance de recuperação neste sábado. Não foi o caso. Com direito a cartões vermelhos e gol nos acréscimos, o time da capital italiana visitou o Cagliari e abriu vantagem de 2 a 0, com gols de Cristante e Kolarov ainda no primeiro tempo, mas levou o empate no segundo tempo graças a Ionita e Sau.

Mesmo com o empate amargo, a Roma entrou na zona de classificação para a Liga Europa. Chegando a 21 pontos, a equipe da capital ultrapassou o Torino e subiu para a sexta colocação, mas pode perder a posição para Torino, Sassuolo, Parma, Sampdoria, Atalanta e Fiorentina, que entram em campo no domingo. O Cagliari, por outro lado, vai a 17 pontos e continua no 13º lugar.

Tentando se recuperar do empate com sabor de derrota, a Roma volta a campo no próximo domingo recebendo o Genoa pela 15ª rodada da Serie A. Na rodada seguinte, a equipe da capital terá o desafio de visitar a líder invicta Juventus. Na próxima rodada, o Cagliari recebe o vice-líder Napoli, também no domingo.

Roma domina primeiro tempo e abre 2 a 0

Favorita para sair de campo com os três pontos, a Roma entrou melhor em campo e precisou de 14 minutos para abrir o placar na Arena Sardegna. Após cruzamento de Florenzi pela direita, Cristante pegou rebote na meia-lua da área e chutou de primeira, rasteiro, sem chances para o goleiro Cragno.

Mesmo em vantagem, a Roma não diminuiu o ritmo. Aos 20 minutos, a equipe visitante teve boa chance para ampliar a vantagem, novamente com Cristante, mas o chute do volante passou ao lado da trave. O Cagliari tentou responder aos 36, mas a finalização do meia Faragò também foi para fora.

Aos 41 minutos, a Roma contou com a sorte para ampliar a vantagem para dois gols. A defesa do Cagliari cometeu falta frontal, de onde o lateral esquerdo Kolarov costuma levar perigo. Desta vez, a cobrança do Sérvio desviou na barreira, enganou o goleiro e entrou do lado oposto ao esperado.

Cagliari volta melhor do intervalo

O ritmo da partida não diminuiu no segundo tempo. Precisando marcar gols, o Cagliari atacou mais do que no primeiro tempo e teve mais posse de bola que a Roma. No entanto, foi o time visitante que teve a primeira grande chance da etapa final aos 16 minutos, quando o goleiro Cragno fez milagre em finalização de Zaniolo.

A primeira polêmica do segundo tempo aconteceu aos 25 minutos. Em lance dentro da área da Roma, a bola resvalou no braço de Kolarov e o time da casa pediu pênalti. Após consultar o árbitro de vídeo, o juiz decidiu não marcar a penalidade.

Aos 38 minutos, o Cagliari finalmente balançou a rede da Roma. Após cobrança de escanteio de Srna pela direita, o meia João Pedro desviou de cabeça e Artur Ionita, de peixinho, cabeceou para diminuir a desvantagem dos donos da casa.

Fim de jogo tem cartões vermelhos e empate milagroso

Não faltou emoção nos acréscimos da partida. Aos 47 minutos, após grande defesa em chute de Faragò, o goleiro Olsen, da Roma, foi atingido pelo adversário e ficou no chão. Os jogadores do Cagliari não gostaram e a reclamação resultou em dois cartões vermelhos para o lateral Srna e o zagueiro Ceppitelli.

Com dois jogadores a menos, o Cagliari partiu para o tudo ou nada e ficou com o tudo. Aos 49 minuto, Ionita, autor do primeiro gol, lançou Sau em velocidade nas costas da zaga. O atacante invadiu a área, finalizou rasteiro para empatar a partida e saiu para comemorar o milagroso resultado tirando a camisa.