<
>

Atlético de Madrid goleia o Alavés e se aproxima do líder Barcelona no Campeonato Espanhol

Neste sábado, o Atlético de Madrid recebeu o Alavés pela rodada de número 15 do Campeonato Espanhol. No Wanda Metropolitano, em Madrí, os donos da casa confirmaram o favoritismo e, mesmo sem uma atuação brilhante, conquistaram uma importante vitória. O jogo terminou em 3 a 0, com gols de Kalinic, Griezmann e Rodrigo.

O resultado coloca os comandados de Diego Simeone na cola do líder Barcelona, que no momento possui os mesmos 28 pontos ganhos, mas ainda joga nesta rodada. Na pior das hipóteses, o Atleti continuará na terceira colocação ao fim da rodada, caso o então vice Sevilla também vença seu jogo. O Alavés, por outro lado, em quarto com 24 somados, perde a chance de encostar nos líderes e provavelmente perderá a posição ao término da rodada.

Na próxima rodada, marcada para o próximo final de semana, os colchoneros encaram o Valladolid fora de casa, enquanto os albiazules voltam a seus domínios, onde receberão o Athletic Bilbao.

Barriga de Kalinic coloca Atleti na frente

Atendendo às expectativas, o Atlético de Madrid tomou a iniciativa do jogo e começou pressionando, mas com plenas dificuldades de penetrar na defesa do Alavés. Tanto é que em mais de 20 minutos de jogo, nenhuma chance realmente clara foi criada.

Se com o pé estava difícil, os colchoneros acharam um outro jeito de balançar a rede adversária. Aos 25 minutos, o time comandado por Simeone trabalhou a bola com calma e Lemar achou uma bela inversão para Arias no lado direito. O lateral colombiano dominou, olhou para a área e viu Kalinic entrando livre. O cruzamento foi à meia altura e, de barriga, o croata mandou para dentro.

Atrás no placar, o Alavés tentou sair mais para o jogo, mas não conseguiu levar tanto perigo ao gol de Oblak. O goleiro do Atleti, por sinal, defendeu a melhor chance dos visitantes no primeiro tempo, em chute de Ibai Gómez, de fora da área, pouco antes do intervalo.

Alavés equilibra, mas Atlético deslancha

Na volta dos vestiários, o Atlético de Madrid partiu em busca do segundo gol. Logo aos três minutos, Giménez completou cruzamento da direita e, cabeceando no chão, acabou acertando a trave esquerda do Alavés.

Os colchoneros continuaram pressionando, criando bem mais do que nos primeiros 45 minutos. No entanto, passados os minutos iniciais da etapa final, os visitantes voltaram a equilibrar as ações do jogo.

Com 11 rodados, Bastón teve ótima oportunidade após cruzamento da esquerda, mas, quase na pequena área, errou o alvo na cabeçada e mandou a bola pelo lado direito do gol. Com 17, Ibai Gómez teve a chance em cobrança de falta frontal, mas exagerou um pouco na força e jogou por cima do travessão.

O Alavés até mostrava qualidade para criar oportunidades, ainda mais frente a um Atlético tão superior tecnicamente, mas pecava nas finalizações. E acabou pagando caro a 10 minutos do fim.

Em contra-ataque, Griezmann saiu em velocidade, apostando corrida com o último homem dos visitantes. O francês tocou na saída de Pacheco, a bola pegou na trave, mas o próprio atacante completou para a rede.

E ainda deu tempo para o terceiro. Aos 42, a bola ficou viva dentro da área, Vitolo bateu e Pacheco fez a defesa à queima-roupa. No rebote, porém, Rodri só teve o trabalho de empurrar.