<
>

Veja o que técnicos aprendem em curso da CBF que Renato Gaúcho 'matou aula'

play
Renato Gaúcho não quer abrir mão das férias por curso da CBF e adianta: 'Vou estar todo dia na praia' (2:48)

O treinador do Grêmio, que 'matou aula' nos últimos dias, ainda disse: 'Talvez eu morra e não faça todas as aulas' (2:48)

A CBF realiza, neste início de dezembro, o curso de Licença PRO para treinadores. Em 2019, a graduação será obrigatória para técnicos comandarem equipes na Série A do Campeonato Brasileiro.

Renato Portaluppi, técnico do Grêmio, foi inscrito para representar o clube tricolor, mas não compareceu nos dois primeiros dias de aulas. Nas redes sociais, sua filha revelou que ele esteve na praia. Já nesta quinta, ele, enfim, deu as caras na Granja Comary e brincou: “Nada contra o curso, mas não vou abrir mão das minhas férias”, disse, em entrevista aos canais ESPN.

O curso que Renato “matou aula” não é barato, tem custo de pouco mais de R$ 19 mil e 370 horas no total – sendo 60h em aulas à distância, 180h de atividades presenciais, 60h de acompanhamento e observação de treinamento e 50h de estudos especiais e trabalhos.

Na grade curricular, estão temas como “Gestão Técnica do Futebol”, “Análise de Desempenho no Futebol Profissional”, “Marketing”, “Gestão Financeira”, “Psicologia do Esporte”, “Legislação Esportiva”, “Aspectos culturais do futebol internacional”, entre outras coisas.

O último módulo do curso inclui até mesmo “coaching”.

Na parte mais prática, de treinamentos em campo, são abordados, por exemplo, “Ideias e movimentos táticos da Seleção Brasileira”, com Tite; e “Conceitos atuais da defesa em zona”.

O curso teve início na última terça-feira e vai até o próximo dia 14.