<
>

Libertadores: final anima mercado de Madri, que pode ter impacto de mais de R$ 180 milhões

O presidente da Confederação Empresarial de Madrid, Juan Pablo Lázaro, avaliou de forma ‘muito positiva’ a celebração do jogo de volta da final da Copa Libertadores no próximo domingo no Santiago Bernabéu, e estimou seu impacto econômico direto em “mais de 42 milhões de euros” (cerca de R$ 183 milhões).

Segundo o presidente da confederação, a celebração de uma partida como Boca Juniors e River Plate no Bernabéu é uma manifestação de que Madri é uma cidade “moderna, com boa infraestrutura, segura, e que é bem vista em nível mundial”, destacou em comunicado na última segunda-feira.

“Esse evento irá gerar em Madri, por um lado, receitas diretas e indiretas pelos deslocamentos que se vão produzir, assim como receitas induzidas, consequência da imagem que Madri vai transmitir ao mundo”, sustenta Lázaro.

O evento, segundo a Confederação, é um dos mais vistos do mundo, e seu impacto midiático poderia alcançar uma audiência global de mais de 200 milhões de pessoas, o que se equivale a uma grande campanha de publicidade mundial multiplataforma.

Outras partidas de grande envergadura, como da Uefa Champions League, tiveram impacto econômico em cidades europeias de mais de 50 milhões de euros, adiciona.

A confederação recomendou ainda aproveitar a oportunidade para continuar trabalhando na promoção de Madri dirigida a turistas com “valor agregado”, porque em sua opinião, “o importante não é o número de visitantes, mas seu gasto médio”.