<
>

ESPN FC 100: Quem é o melhor ponta de 2018?

Os pontas ainda têm uma importância na era moderna, especialmente nos times que atuam com 3-5-2, 3-4-3 ou 4-3-3. O controle e persistências nos flancos dão aos seus times mais ângulos no ataque, espaçando e dando amplitude ao campo. A habilidade de cortar para o meio e finalizar também é necessária.


Douglas Costa surpreendeu a Serie A com seus dribles e assistências, com um total de 14 na temporada, durante seu empréstimo do Bayern de Munique para a Juventus. O empréstimo logo virou contratação, embora os bons tempos não tenham ocorrido tão prontamente desde então, depois de uma punição de quatro partidas por uma cotovelada, cuspida e de tentar dar uma cabeçada em Federico Di Francesco, do Sassuolo. Com pés ágeis e uma boa distribuição de bola, um retorno à sua forma de 2017-1208 seria um impulso bem-vindo para os Bianconeri.


Como o Borussia Dortmund deve desejar ter podido contar com Reus com mais regularidade nos últimos anos. Ele perdeu uma grande quantidade de jogos por causa de lesões enquanto o Bayern de Munique dominava a Bundesliga, mas esteve em condições de jogar durante a maior parte de 2018, e sua forma tem sido habitualmente excelente. Não pode haver melhor modelo para Jadon Sancho e Christian Pulisic trabalharem lado a lado; Reus, que ainda não completou 30 anos, conseguiu voltar melhor do que nunca e marcou 11 vezes até meados de novembro.


O início da carreira de Dembélé no Camp Nou foi interrompido por lesão, mas ele mostrou flashes de sua habilidade desde o seu retorno. Ele chegou com o peso de uma conta de 97 milhões de libras (cerca de R$ 468 milhões) e um gol na vitória da Champions League sobre o Chelsea, o que o ajudou a se estabelecer. O jogador da seleção francesa também começou bem esta temporada, mas esteve, tanto dentro como fora de campo, envolvido em polêmicas e dúvidas sobre sua disciplina. Ele é um talento extravagante, mas 2019 parece um ano crucial para ele.


Enquanto alguns dos jogadores nesta lista possuem poder e velocidade explosivos, os dons de Insigne são mais sutis. O talismã elegante do Napoli pode ser melhor descrito como um meia avançado, cortando para dentro para desmontar defesas, e ele tem sido usado mais centralmente por Carlo Ancelotti. Assim, ele tem sido brilhante ultimamente, marcando um gol dramático na Champions League contra o Liverpool, enquanto também marcou duas vezes contra o PSG. Um garoto local, ele tem sido uma constante no ressurgimento do time italiano como candidato ao título, e alcançará o status de "deus" se conseguir derrotar a Juventus.


Maurizio Sarri descreve o estilo de Willian como “perfeito para a Inglaterra”, e não é surpresa que uma sucessão de técnicos do Chelsea tenha confiado nele. Ele fez mais de 250 jogos em seus cinco anos em Stamford Bridge, tendo o mais memorável momento quando ele se sobressaiu à bagunça que foi a temporada 2015-2016 para um desempenho brilhante. Ele também se destacou sob o comando de Antonio Conte, apesar de algumas diferenças com o ex-treinador, e se encaixou bem durante o seu renascimento liderado por Sarri. Sua movimentação inteligente e bons passes faz com que o time tenha equilíbrio em ambos os lados.


Se o Real Madrid precisava de um herói para a era pós Cristiano Ronaldo, então Asensio, o garoto maravilha que teve uma temporada espetacular de 2017-2018, parecia o substituto perfeito de dentro do clube. Ele enfrentou críticas durante a adaptação conturbada do Real à vida sem o seu antigo herói, mas não se engane: Asensio é um talento que pode virar um jogo do nada, letal fora da área ou quando corre rompe as defesas em seu melhor estilo. Ele também está servindo a Espanha, marcando contra a Croácia em setembro e fazendo três assistências.


José Mourinho queria contratar Perisic por anos e só pôde assisti-lo durante a Copa do Mundo, enquanto o ponta croata destruía em campo. Perisic perdia apenas para Luka Modric em influência para os vice-campeões, marcando contra a Inglaterra e a França, e cobrindo mais terreno do que qualquer outro jogador no torneio (72,5 km). O jogador da Inter de Milão é um boleiro incomum, com 1,87 m, mas com movimentação eficiente e se beneficiando de finalizar com os dois pés. Ele deixa os oponentes desconcertados; Mourinho apenas gostaria que ele fizesse isso por ele.


Não ouça os pessimistas. Sterling é agora o que ele sempre parecia capaz de se tornar: um talento sensacional com o mundo a seus pés. Sob o comando de Pep Guardiola, ele se tornou um jogador mais confiante, assertivo e lapidado, que pode começar os movimentos, terminá-los de forma letal e bloquear o quase incessante ruído externo. No final de novembro, apenas Sergio Aguero havia alcançado mais gols e assistências combinados nesta temporada da Premier League; ele agora está marcando pela Inglaterra também, terminando uma seca de três anos com dois gols na Espanha.


Sané desce para o segundo lugar depois de um ano que lhe deu muito para ponderar. Por um lado, teve o ponto alto do sucesso do City na Premier League, durante o qual ele era virtualmente impossível de marcar e fez 10 gols, dando assistência para mais 15. Por outro, houve a frustração de não ser chamado para a seleção da Alemanha na Copa do Mundo, e assisti-la cair na primeira fase. Ele não tem sido tão influente para o City nesta temporada, mas alguns sinais apontam que ele está retornando ao seu melhor momento.


O ritmo estimulante de Liverpool simplesmente não seria possível sem Mané. Enquanto Mohamed Salah assumiu a maioria das manchetes na temporada passada, foi Mané, com velocidade nos pés, imparável, a pleno vapor, que os colocou em seu caminho repetidas vezes. Ninguém é mais devastador ao atacar o espaço adversário e poucos são mais decisivos perto do gol; o jogador da seleção do Senegal marcou 10 vezes na Champions League na última temporada, incluindo o empate na final, e também marcou contra o Japão durante a campanha de seu país na Copa do Mundo. Agora, ele e o Liverpool estão de olho no título.


LEIA MAIS: Quem são os melhores do mundo em 2018? Discuta, concorde, discorde e divirta-se com o ESPN FC 100!