<
>

Londrina é derrotado pelo CRB e praticamente dá adeus ao acesso

O Londrina perdeu uma ótima chance de ficar próximo do acesso à elite nacional. Na noite desta sexta-feira, a equipe de Roberto Fonseca dominou o CRB, mas pecou na defesa e nas finalizações para ser derrotada por 2 a 1 e ver suas chances de acesso passarem a ser remotas, para a tristeza dos 20 mil torcedores que lotaram o Estádio do Café. Os gols da partida foram marcados por Wiilians Santana, duas vezes, para os regatianos, e Dagoberto em favor dos mandantes.

Com o resultado, o Londrina estaciona nos 55 pontos, cai para o sétimo lugar e tem uma sequência de oito vitórias seguidas dentro de casa quebrada. O CRB, por sua vez, chega aos 45 pontos, sobe para o 14ª lugar e empurra o Paysandu para zona de rebaixamento.

Na rodada derradeira da Série B, o Londrina visita o Guarani no Brinco de Ouro precisando de uma vitória e uma combinação de resultados dos rivais diretos pelo G4, enquanto o CRB recebe o Figueirense no Rei Pelé visando seguir na Série B.

As duas partidas estão programas para próximo sábado, dia 24, às 17 horas (de Brasília).

CRB sai na frente, mas Dagoberto se redimi e empata

A linda festa da torcida londrinense no Estádio do Café sofreu um baque logo aos dois minutos, quando Paulinho foi acionado ponta esquerda e cruzou para a área. O zagueiro Leandro Almeida deu bobeira e Willians Santana, no meio da pequena área, cabeceou para a rede, abrindo o placar para o CRB.

O Londrina, contudo, não tinha tempo para se lamentar e a resposta veio na sequência, com Dagoberto. O ex-atacante de Internacional e São Paulo cobrou escanteio fechado, o goleiro João Carlos tocou com a ponta dos dedos e viu a bola raspar no travessão antes de sair.

Com a desvantagem e precisando de qualquer jeito da vitória, restou ao Londrina se lançar ao ataque. Aproveitando a força de seus pontas, a equipe comandada por Roberto Fonseca colocou o CRB nas cordas e, após Germano acertar a trave em belo arremate e Lucas Ramon parar em João Carlos, conseguiu um pênalti a seu favor.

Em cruzamento, Dagoberto foi derrubado dentro da área por Everton Sena e o árbitro assinalou a penalidade. Após perder um pênalti nos instantes derradeiros do empate contra o Oeste, Dagol se redimiu, deslocou o goleiro e rolou no meio do gol para garantir o empate do Londrina na primeira etapa.

Willians Santana aproveita bobeada da zaga e dá vitória ao CRB

Sem baixar o ritmo do primeiro tempo, o Londrina seguia em cima do rival na volta do intervalo, e teve através de Felipe Marques a oportunidade da virada. O atacante ficou com a bola na área, limpou Wellington Carvalho e bateu cruzado, mas fraco, facilitando a defesa de João Carlos.

Passados os instantes iniciais da segunda etapa, o CRB estabilizou sua defesa e começou a impor mais dificuldades ao sistema ofensivo dos mandantes, que parou de finalizar recorrentemente. Assim, Roberto Fonseca optou por colocar o experiente Thiago Ribeiro na vaga de Paulinho Moccelin. Na primeira participação, o ex-santista, de frente para o gol, viu o companheiro Higor Leite o antecipá-lo para finalizar por cima da meta.

O troco do CRB veio na sequência, e em grande estilo. Em cruzamento de Luiz Otávio, Lucas Ramon cortou errado e a bola sobrou para o iluminado Willians Santana chutar para a rede, colocando o CRB em vantagem novamente.

Com o placar, a partida ganhou ares de dramaticidade. No entanto, o Londrina viu a trave, o goleiro João Carlos e a própria falta de pontaria brecarem ao menos o empate. Desse modo, o CRB conseguiu uma vitória heroica no Estádio do Café.

FICHA TÉCNICA:
LONDRINA 1×2 CRB

Local: Estádio do Café, em Londrina (PR)
Data: 16 de novembro de 2018, sexta-feira
Horário: 21H30 (Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Michael Correia (RJ) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ)
Cartões amarelos: Wellington Carvalho, Leílson e Rafael Carioca (CRB). Leandro Almeida (Londrina)
Gols: LONDRINA: Dagoberto aos 26 minutos do 1ºT.
CRB: Willians Santana aos dois minutos do 1ºT e aos 30 minutos do do 2ºT.

LONDRINA: Vagner; Lucas Ramon, Dirceu (Matheus Mancini), Leandro Almeida e Sávio; Germano, Jardel e Higor Leite (Caio Henrique); Paulinho Moccelin (Thiago Ribeiro), Felipe Marques e Dagoberto. Técnico: Roberto Fonseca

CRB: João Carlos; Everton Sena, Wellington Carvalho, Anderson Conceição e Paulinho; Claudinei, Tinga, Willians Santana (Lázaro), Rafael Carioca (Renan Oliveira) e Leílson (Luiz Otávio); Iago. Técnico: Roberto Fernandes