<
>

Drogba se despede do futebol com derrota na final da 2ª divisão dos Estados Unidos

O marfinense Didier Drogba, um dos melhores atacantes do mundo nos últimos anos, encerrou a carreira como jogador com derrota na final da United Soccer League, uma espécia de 2ª divisão do futebol dos Estados Unidos.

O Phoenix Rising, equipe do africano, enfrentou o Luisville City na decisão realizada na última quinta-feira, na casa do adversário, o Lynn Stadium, e perdeu por 1 a 0.

Spencer marcou o único gol da partida, aos 17 minutos do segundo tempo.

Nascido em Abidjan em 11 de março de 1978, Drogba foi o grande nome do Rising, que fez sua melhor campanha na história, mas ficou sem o título.

O centroavante estreou como profissional há 20 anos com a camisa do Le Mans, clube da cidade aonde chegou ainda criança.

Depois, passou por Guingamp e Olympique de Marselha até se transferir para o Chelsea, clube do qual é um dos maiores ídolos em toda a história.

Pelos Blues, conquistou quatro títulos do Campeonato Inglês e a inédita Liga dos Campeões, na temporada 2011/12, além de quatro Copas da Inglaterra, três Copas da Liga e duas Supercopas da Inglaterra.

Passou ainda por Shanghai Shenhua, Galatasaray e Montreal Impact até chegar ao Rising.

Pela seleção de Costa do Marfim, disputou três Copas do Mundo (2006, 2010 e 2014) e foi vice-campeão da Copa Africana de Nações duas vezes, em 2006 e 2012.

Foram 105 jogos no total, mas, curiosamente, ele não participou da campanha continental vitoriosa dos "Elefantes", em 2015.