<
>

Contrato bilionário do Real Madrid com fornecedora será inferior ao do Barcelona, afirma jornal espanhol

play
Malcom abre o placar para o Barça, mas Icardi deixa tudo igual em Milão (0:26)

O atacante brasileiro fez 1 a 0 e viu a Internazionale empatar com o atacante argentino; o resultado classificou o Barcelona (0:26)

Nos últimos dias, a notícia do jornal Marca sobre o próximo contrato do Real Madrid com a Adidas, fornecedora de material esportivo, impressionou o mundo do futebol: 1,1 bilhão de euros (R$ 4,64 bilhões, na conversão atual) pelos próximos 10 anos.

Mas é claro que o Barcelona não iria demorar para "responder".

De acordo com o Mundo Deportivo, o acordo do clube catalão com a Nike se beneficiará de cláusulas para superar o do grande rival.

Em 2016, a fornecedora norte-americana fechou uma renovação com o Barça por mais uma década. No atual contrato, a Nike paga 105 milhões de euros (R$ 447 mi) anuais ao clube - menos que os 110 milhões de euros (R$ 463,6 mi) por temporada que o Real receberá da Adidas.

Mas os termos variáveis do contrato podem fazer com que a Nike pague cerca de 155 milhões de euros (R$ 660 mi) por ano ao Barcelona entre 2018 e 2026, quando o vínculo se encerrará.

Ainda segundo o Mundo Deportivo, os números previstos para as vendas de 2019-20 devem bater recordes no Barça - principalmente pelo modelo quadriculado que será lançado. O Real, por outro lado, segue usando seu tradicional uniforme totalmente branco - o que, de acordo com o jornal, não permite que o clube se beneficie de mudanças como as feitas pelo grande rival que atraem novos interessados.