<
>

Sterling se desculpa por 'cavar' pênalti para o Manchester City; Guardiola pede VAR, mas provoca Liverpool

play
Manchester City: Sterling sofre pênalti bisonho, Gabriel Jesus converte e encerra jejum de gols (0:30)

O atacante brasileiro estava há 43 dias sem marcar (0:30)

Um dos principais personagens da goleada do Manchester City sobre o Shakhtar Donetsk por 6 a 0, Raheem Sterling falouna zona mista sobre o pênalti que resultou no segundo gol dos Citzens no duelo.

Em entrevista ao canal Esporte Interativo, ao ser questionado sobre o lance, o atacante foi enfático: "Tenho que pedir desculpas ao Shakhtar Donetsk e ao árbitro, que acabou marcando esse pênalti. Então, peço desculpas", disse.

O lance aconteceu aos 24 minutos do primeiro tempo. O inglês recebeu lançamento e ganhou na velocidade da zaga. Porém, ao armar o chute, chutou o chão e caiu, levando o árbitro húngaro Viktor Kassai a marcar a falta.

Guardiola endossa discurso, mas provoca Liverpool

O treinador espanhol Pep Guardiola também falou sobre o lance, concordando que seu atleta poderia ter admitido que não sofreu a falta, mas aproveitou para provocar o rival Liverpool.

"Poderia, poderia fazer (admitir que não sofreu falta). Poderia ter acontecido. O Liverpool também poderia ter feito isso, na temporada passada, no gol do Milner, que a bola passou e o juiz acabou anulando o gol e a gente foi eliminado", reclamou o treinador.

O lance ao qual Guardiola se referiu foi o gol anulado de Sané no segundo jogo entre as equipes pelas quartas de final da Champions League da temporada passada. Na ocasião, a bola bateu em Milner e sobrou limpa para Sané completar para o gol, mas o juiz anulou o tento por impedimento. O duelo ficaria em 2 a 0 para o City àquela altura.

O espanhol ainda fez coro pela implementação do VAR, sem deixar de cutucar novamente os Reds. "Evidentemente o árbitro não viu, até porque não queria errar dessa maneira. Ele precisa ser ajudado, para isso temos o VAR, para ajudar nessas situações. Em uma partida mais importante que essa, como uma quarta de final, isso não pode acontecer. Equipes trabalham demais para que detalhes como esse possam te eliminar", concluiu