<
>

Ex-atacante Martín Palermo é demitido do comando de equipe chilena

A Unión Española anunciou neste domingo a demissão do técnico Martín Palermo, ex-atacante da seleção argentina, um dia depois do empate com o Everton, em casa, pelo Campeonato Chileno, que manteve a equipe fora da zona de classificação para a próxima edição da Copa Sul-Americana.

A saída do antigo camisa 9 do Boca Juniors já era esperada para as próximas semanas, já que ele mesmo revelou que não renovaria contrato, após o término da competição nacional, que acontecerá daqui duas rodadas.

Com o resultado de sábado, a Unión Española ocupa a oitava colocação do Chileno, com 39 pontos. A equipe deixou de entrar com o empate na zona de acesso à Sul-Americana, que vai do quarto ao sétimo posto, já que o Huachipato, que tem a mesma pontuação, perdeu fora de casa para o Deportes Iquique por 2 a 0.

O agora antigo time de Palermo até pode assumir a sétima posição, desde que o Colo-Colo perca para o Palestino, em jogo que acontecerá no Estádio Monumental, em Santiago.

O time da capital também tem 39 pontos, e saldo de gols positivo de três, contra dois da Unión Española. O Huachipato está na frente de ambos com 11. A diferença entre os tentos marcados e sofridos é o primeiro critério de desempate do Chileno.

Palermo estava no comando dos 'Hispanos' desde maio de 2016. Antes, treinou Godoy Cruz e Arsenal de Sarandí, ambos da Argentina. No período, trabalhou em 94 partidas, conquistando 40 vitórias, alcançando 27 empates e sofrendo 27 derrotas.