<
>

Faltando mais de uma semana para o jogo, duelo com os All Blacks já garante maior público da história do rugby no Brasil

O rugby segue dando passos largos para se tornar um dos esportes mais populares do Brasil. Com a melhora de desempenho da seleção, atual campeã sul-americana, o próximo desafio da equipe é ninguém menos do que a Nova Zelândia, através dos All Blacks Maori, equipe que realiza amistosos pelo mundo e que utiliza apenas atletas que possuam descendência Maori. Além disso, a seleção é conhecida por causa do ritual do Haka.

E o jogo, que acontece no sábado, dia 10 de novembro, no Estádio do Morumbi, em São Paulo, já está batendo recordes. Isso porque, de acordo com números oficiais da Confederação Brasileira de Rugby, ainda com nove dias para acontecer o evento, mais de 15 mil ingressos já foram comercializados, com quase 19.000 distribuídos, levando em conta cotas de patrocinadores. Esse número estabelece o maior público já registrado em uma partida do esporte em solo nacional.

Até agora, o recorde na quantidade de torcedores foi no jogo entre Brasil e Alemanha, no Pacaembu, em novembro de 2015, quando 10.480 torcedores pagaram ingresso para acompanhar o duelo no Pacaembu.

O aumento no número de interessados se dá, muito pela maior veiculação do rugby e também pela melhora de resultados do Brasil, que hoje em dia já é considerado a 3ª força da América do Sul, atrás de Uruguai e Argentina, que é uma grande potência na modalidade.

Para o torcedor que desejar acompanhar o time brasileiro em confronto contra os melhores do mundo e ainda presenciar um dos rituais mais famosos do esporte mundial, os ingressos para o jogo estão sendo vendidos no site da Confederação (https://ww2.brasilrugby.com.br/) e os preços vão de R$ 17,50 (meia-entrada na arquibancada laranja) até R$ 250 no camarote Unyco.