<
>

Porto vence Lokomotiv em Moscou e se isola na liderança do grupo D

play
Fantasy: monte toda semana um time de 8 jogadores com os melhores do futebol internacional (0:30)

Você pode montar seu time da Premier League, da LaLiga ou da Uefa Champions League (0:30)

Líder absoluto! Esse é o Porto após as três primeiras rodadas da Uefa Champions League. Nesta quarta-feira, os comandados de Sérgio Conceição mostraram imposição e construíram com naturalidade o triunfo por 3 a 1 sobre o Lokomotiv, em Moscou. Marega, de pênalti, Herrera e Corona marcaram os gols dos portugueses, enquanto Anton Miranchuk descontou para os russos.

Com os três pontos, o Porto segue invicto na Champions e se isolou na liderança com sete pontos, já que Galatasaray e Schalke 04 não saíram do zero na Turquia. Os alemães chegaram aos cinco pontos, enquanto os turcos estão com quatro pontos. O Lokomotiv segue sustentando a lanterna com três derrotas.

Não faltaram gols nos primeiros 45 minutos no Lokomotiv Stadium. O placar poderia ter sido aberto logo aos nove minutos, mas Manuel Fernandes parou em Casillas na cobrança de pênalti. Depois, aos 25, mais uma vez da marca da cal, foi a vez do Porto fazer o primeiro gol, com Marega cobrando de forma precisa. Ainda deu tempo de Herrera aumentar a vantagem e Anton Miranchuk fazer o dele para os russos.

Logo na volta do segundo tempo, o clube português ampliou a vantagem e encaminhou o triunfo. Aos dois minutos, em grande contra-ataque, Brahimi serviu Corona, que encheu o pé e marcou o terceiro. Depois, Éder tentou colocar pressão no time português e fez o segundo dos russos, mas teve marcada sua posição de impedimento. Na reta final, o Lokomotiv ainda perdeu Kverkvelia, expulso.

Agora, o Porto volta a campo no próximo domingo, pelo Campeonato Português, contra o Feirense. Já pela Liga dos Campeões, os comandados de Sérgio Conceição terão o próximo compromisso dia 6 de novembro, novamente contra o Lokomotiv, dessa vez no Estádio do Dragão. Os russos terão no próximo domingo um duelo frente ao FC Yenisey Krasnoyarsk, pelo campeonato nacional.

O JOGO

Buscando os três pontos para se isolar na liderança do grupo e desgarrar dos rivais, o Porto começou a partida fazendo valer o posto favorito. Com maior posse da bola, procurou espaços, evitou as ligações diretas e teve paciência para buscar o arremate limpo. Enquanto isso, o Lokomotiv tinha a clara proposta de ser letal e aproveitar os erros dos portugueses.

A primeira chance do jogo, porém, foi do time russo e logo com um pênalti a seu favor. Aos nove minutos, o árbitro escocês marcou pênalti de Alex Telles sobre Aleksey Miranchuk. Na cobrança, Manuel Fernandes parou em Iker Cassilas, que acertou o canto e espalmou a bola, evitando a vantagem do Lokomotiv logo nos primeiros minutos.

O gol, mesmo que anulado, animou o time da casa, que deixou a postura defensiva de lado aos poucos e passou a assustar o goleiro espanhol do Porto. Aos 18 minutos, por exemplo, Igor Denisov fez tudo dentro da área do time português, cruzou e encontrou Aleksei Miranchuk, que teve seu chute bloqueado por Alex Telles. Na sequência, o brasileiro apareceu novamente para tirar o rebote de Eder.

Quando parecia que o jogo ganharia em emoção e dinamismo, o placar foi aberto pelos visitantes. Aos 25 minutos, o árbitro voltou a aparecer, mais uma vez apontando a marca da cal, e assinalou pênalti no puxão de Éder sobre Felipe. Marega, diferentemente do que aconteceu anteriormente, bateu com muita categoria e abriu o placar no Lokomotiv Stadium.

Dez minutos depois, a rede balançou novamente, e mais uma vez do lado português. Após cruzamento milimétrico de Corona, o capitão Héctor Herrera apareceu muito bem no segundo poste e, como manda o figurino, testou para a rede ampliando a vantagem. Aos 38, o Lokomotiv diminuiu com Anton Miranchuk, que completou o cruzamento para as redes.

Na volta para os 45 minutos finais, o Porto demonstrou o ímpeto com o qual deixou o gramado rumo ao intervalo e marcou o terceiro gol logo aos dois minutos. Em contra-ataque fatal, Brahimi acelerou a jogada, driblou Dmitri Barinov e serviu Corona, que venceu a defesa e fuzilou para ampliar a vantagem e encaminhar o triunfo em solo russo.

Atrás no placar, o Lokomotiv até esboçou uma reação e voltou a balançar as redes. Entretanto, foi marcado impedimento de Éder, que pegou o rebote do chute defendido por Casillas. Na reta final, já sem tanto ímpeto, o time russo ainda perdeu Kverkvelia, que parou o contra-ataque de Herrera, que sairia sozinho para ficar frente a frente com Guilherme.

Galatasaray e Schalke não saem do zero na Turquia e embolam o grupo

A chance de desgarrar no grupo e se juntar ao Porto com a classificação encaminhada não foi aproveitada por Galatasaray e Schalke. Em Istambul, os times fizeram uma partida de muitas oportunidades, grandes atuações dos goleiros e até mesmo gol anulado de Embolo para os turcos, mas não saíram do 0 a 0 e deixaram a situação no grupo D completamente embolada.

Com o empate, o Schalke 04 chegou aos cinco pontos e manteve a segunda posição do grupo. Agora, porém, dois pontos distante do Porto. Já o Galatasaray chegou aos quatro pontos em três jogos e segue na briga, mas depende de melhores resultados nos confrontos de volta.