<
>

Boca Juniors: goleiro que se chocou com Dedé na Libertadores ainda tem dificuldade para comer

play
Escândalo da Bombonera deixou árbitro 'nu' diante do futebol: o editorial de André Kfouri (2:15)

Erro ou má intenção? VAR expôs a decisão inexplicável na Libertadores (2:15)

“Não come de canudinho, mas está comendo tudo processado”. Assim vive Esteban Andrada, que se recupera de uma lesão sofrida na partida entre Boca Juniors e Cruzeiro pela Copa Libertadores.

Atingido por uma cabeçada não intencional de Dedé, que gerou uma polêmica expulsão com uso do árbitro de vídeo, o goleiro argentino operou o maxilar no dia 21 de setembro e ainda está longe de voltar aos gramados.

“Já vai poder começar a correr. Até agora, só vinha fazendo academia. Com os trabalhos de academia ele começou quatro dias antes do previsto, porque se sentia bem”, disse seu agente, Luciano Nicotra, à Rádio Ravadavia AM 630, na última sexta.

“Ele não pode mover muito a mandíbula e mastigar. Churrasco só pode processado (risos). Não pode morder, tem que ter muito cuidado com isso”, completou.

Sem seu goleiro, o Boca Juniors enfrenta o Palmeiras na ida da semifinal da competição continental no dia 24 de outubro, quarta-feira, na Bombonera.