<
>

Craque alemão quer atacar mais no Real Madrid: 'Eu não sou um Casemiro'

O alemão Tony Kroos virou um dos pilares do Real Madrid de Julen Lopetegui, embora o técnico venha exigindo que o meio-campista atue cada vez mais preocupado em defender do que atacar. E é justamente essa uma das queixas do jogador.

Em entrevista para ESPN, Kroos até disse gostar de jogar assim, mas admitiu que não é "seu local natural" no campo. E usou até mesmo um brasileiro, companheiro de time, como exemplo/base para sua teoria.

"Eu não sou um Casemiro", disse Kroos, que também afirmou preferir atuar como tem feito na seleção alemã, quase como um pivô, tendo liberdade para ajudar os atacantes. "Acho que é um bom modelo para o nosso futuro".

A queixa de Kroos talvez ajuda a entender a má fase do Real Madrid na atual temporada. O atual campeão europeu não vence há quatro jogos, somando um empate e três derrotas, e nesses jogos não conseguiu nem sequer marcar um gol.

"Já provamos que o Real Madrid pode mudar as coisas. Sempre passamos por fases difíceis em uma temporada, mas não estou preocupado. É um desafio mudar nosso presente", disse o alemão.