<
>

Diogo Vitor, do Santos, passa por dificuldades e pede ajuda a presidente

Diogo Vitor conversou com o presidente do Santos, José Carlos Peres, nesta quinta-feira, e pediu socorro financeiro ao clube, que prometeu ajuda caso ele siga as orientações do clube.

Com o contrato suspenso depois do flagra no exame antidoping, em abril, Diogo disse que passa dificuldade com a sua família, em Santana da Vargem, no interior de Minas Gerais. Ele recebe uma ajuda mensal de seus empresários, mas não do clube alvinegro.

Como publicou A Tribuna, o atleta recusou tratamento clínico oferecido pelo clube em agosto e não treina mais em uma academia do Santos. Na conversa com Peres, o atacante garantiu estar “firme” e trabalhando fisicamente em dois períodos.

A equipe da Vila Belmiro gostaria de ver Diogo em reabilitação por conta do uso de cocaína e colocou seu departamento jurídico à disposição. Porém, tem muita dificuldade em contatá-lo e recebe poucas notícias do atleta, assim como seus representantes.

Diogo Vitor tem 21 anos e não atua desde o dia 26 de abril. Ele foi flagrado em exame realizado no dia 21 de março, no jogo contra o Botafogo, pelas quartas de final do Campeonato Paulista. Foram oito jogos na temporada, com um gol marcado.