<
>

Barcelona x Real Madrid? Tévez diz que preferiria assistir a um jogo de golfe

play
Antonio Carlos analisa decisão do Palmeiras: 'Como estamos na semifinal da Libertadores, o Grêmio também está' (0:48)

O clube paulista é o líder do campeonato com 56 pontos; o gaúcho tem 51 e é o 5º (0:48)

Carlos Tévez é um velho conhecido no mundo do futebol. Principal nome do título Brasileiro do Corinthians de 2005, além de parte importante da história de Boca Juniors, Manchester United, Manchester City e Juventus, entre outros clubes, o argentino soltou o verbo em uma entrevista ao Clarín, nesta quarta-feira.

Ídolo, atacante, goleador, ex-camisa 10. Hoje, veste a 32 do Boca, clube que o revelou em 2001. Com um currículo desses, espera-se que ele seja realmente um apaixonado pelo esporte ao qual tanto se dedica, certo? Errado!

O argentino revelou ao jornal que, na verdade, não gosta de assistir ao jogo. “Nada. Não gosto de futebol”, afirmou. Citou, ainda, um dos maiores clássicos do futebol internacional como exemplo de seu desinteresse: “Se colocam Barcelona contra Real Madrid e em outro canal está passando um torneio de golfe, assisto ao golfe. Nunca fui fanático por futebol. Eu gosto de jogar, de ter a bola entre os pés”, explicou.

Com 34 anos de idade, o jogador se aproxima de sua reta final na carreira, mas ainda recebe oportunidades do técnico Guillermo Schelotto.

Na semifinal da Copa Libertadores da América, o Boca encara o Palmeiras no dia 24 de outubro, em Buenos Aires. A partida de volta, no Allianz Parque, é no dia 31 de outubro.

Do outro lado, Grêmio, atual campeão da competição, e o rival River Plate decidem a vaga para a decisão. Quando questionado sobre um possível clássico argentino na grande final, mostrou grande respeito às equipes envolvidas: "Não sei porque não assisto aos jogos, mas é claro que o River é um bom time. Não posso pensar em uma final porque isso seria faltar com respeito com o Palmeiras".