<
>

Corinthians é candidato a pior campeão da Copa do Brasil: ataque fica longe até de pequenos que levantaram a taça

play
Jair diz que Corinthians não jogou por uma bola e sai 'supervivo' após perder do Cruzeiro (2:07)

Time alvinegro foi derrotado por 1 a 0 no Mineirão e precisa vencer pelo menos por um gol de diferença em casa, o que levaria a decisão para os pênaltis (2:07)

A primeira partida da grande final da Copa do Brasil de 2018 terminou em vitória do Cruzeiro por 1 a 0, no Mineirão. Para a volta, na próxima quarta-feira, na Arena Corinthians, o time paulista precisa vencer por dois ou mais gols se quiser o título de forma direta. Se vencer por 1 a 0, a decisão será nos pênaltis.

Apesar do resultado ruim em Belo Horizonte, o lado positivo para o corintiano é que não será necessário que o time marque muitos gols para reverter a situação. E, na verdade, é bom que o torcedor nem se anime com essa possibilidade. Candidato ao título, o elenco desse Corinthians pode ser o pior campeão da história da competição.

O ataque alvinegro tem média de 1 gol por partida nesta edição do torneio. Nem os times de menor expressão que já levantaram a taça, como Criciúma, Juventude, Santo André e até mesmo o Paulista fizeram tão poucos gols.

Na campanha do título em 1991, quando foi campeão em cima do Grêmio após empate por 1 a 1 fora de casa, o Criciúma teve média de 1,4 gol por jogo. Em 1999, o Juventude conquistou o título após vitória sobre o Botafogo, por 2 a 1, no Rio Grande do Sul. Ao longo da campanha, que contou com a goleada por 6 a 0 sobre o Fluminense na segunda fase do torneio, anotou 2,3 gols por partida.

Campeão em 2004, o Santo André fez ótima trajetória até o título, que ganhou sobre o Flamengo, após empatar na ida por 2 a 2 e vencer por 2 a 0 na volta. Foi o primeiro e único título do torneio, que conquistou com média de 2,4 tentos por partida.

O Paulista, quando venceu o primeiro título, em 2005, o fez com média de 1,2 gol por jogo. A taça veio sobre o Fluminense, após vitória por 2 a 0 em Jundiaí e empate zerado no Rio de Janeiro.

O Corinthians, que sofreu o primeiro gol fora de casa nesta edição da Copa do Brasil na noite desta quarta-feira, faz uma campanha ‘magra’ no que diz respeito ao placar. Contra o Vitória, 0 a 0 na ida das oitavas de final, no Barradão, e 3 a 1 em Itaquera. Nas quartas, vitória pelo placar mínimo nos dois duelos contra a Chapecoense. Nas semifinais, 0 a 0 no Maracanã, diante do Flamengo, e vitória por 2 a 1 em São Paulo.

É válido ressaltar que o Corinthians, neste ano, entrou na competição somente nas oitavas de final, pois estava disputando a Copa Libertadores da América e, portanto, entrou em campo menos vezes que os campeões citados.