<
>

Diogo, ex-Palmeiras e Flamengo, é ídolo supremo na Tailândia e não pensa em voltar ao Brasil tão cedo

Em janeiro de 2015, Diogo chegou ao Buriram United, da Tailândia, com o objetivo de desbravar um mercado até então pouco explorado por brasileiros. O ex-jogador de Flamengo, Palmeiras, Santos, Portuguesa e Olympiacos em pouco tempo virou a maior refêrencia do futebol no país asiático.

Ele já conquistou 11 títulos pelo time tailandês: Campeonato Tailandês (2015, 2017 e 2018), Copa da Liga Tailandesa (2015 e 2016), Supercopa da Tailândia (2015 e 2016), FA Cup (2015), Toyota Premier Cup (2016) e Mekong Club Championship (2015 e 2016).

Em 152 partidas com a equipe, o brasileiro virou um artilheiro implacável. Ele anotou 128 gols (média 0,84 gol por jogo) e 43 assistências.

Diogo é atualmente o maior ídolo dos torcedores e até dos próprios companheiros de equipe.

"Desde quando cheguei aqui sempre trabalhei sério, como fazia no Brasil ou na Grécia, onde também joguei. Este é o meu trabalho e muitas pessoas quando vêm para jogar nesses países aqui chegam com outro pensamento do que quando estavam no Brasil ou na Europa. Eu não! Vim para dar o meu melhor e acho que isso é notado pelos outros", disse, ao ESPN.com.br.

Nesta temporada, Diogo já disputou 47 jogos pelo Buriram United, marcou 38 gols e deu 13 assistências. A equipe conquistou Campeonato Tailandês nesta temporada com três rodadas de antecedência.

Com o título, o Buriram vai jogar a fase de grupos da Liga dos Campeões da Ásia de 2019.

Veja a entrevista com Diogo:

ESPN - Como você avalia seu atual momento na Tailândia?
Diogo -
Meu momento aqui é muito bom, pois nosso time tem jogado bem e, inclusive, já conseguiu ser campeão tailandês antecipado. Além disso, tenho feito bastante gols e o principal é que não tive lesões neste ano, algo que me possibilita ter uma sequência boa de jogos

ESPN - Tem planos de voltar ao Brasil? Por que?
Diogo -
Tenho mais um ano de contrato e posso dizer que estou bem feliz aqui na Tailândia. Por isso, não tenho planos de voltar ao Brasil agora, até porque estou muito bem ambientado aqui.

ESPN - Como foi essa temporada 2018 para você?
Diogo -
Essa temporada tem sido muito boa, tanto coletivamente quanto individualmente, pois consegui marcar muitos gols, nosso time foi campeão tailandês e ainda tem a chance de vencer mais uma competição, pois estamos na decisão da FA Cup. Por essas questões, o ano de 2018 foi muito bom (a decisão da FA Cup será no dia 27 de outubro, contra o Chiangrai, no Estádio Nacional de Bangkok).

ESPN - Como é ser um ídolo em um país como a Tailândia?
Diogo -
Fico muito feliz pelo reconhecimento que tenho aqui, não só das pessoas que torcem para o Buriram, mas também dos torcedores de outras equipes me abordam na rua pedindo uma foto ou um autógrafo, e ser reconhecido por sempre dar o melhor em campo é muito bom. Por isso, sempre atendo as pessoas com o maior carinho e respeito.

ESPN - Fale sobre a inspiração que você causa nos seus companheiros e torcida?
Diogo -
Desde quando cheguei aqui sempre trabalhei sério, como fazia no Brasil ou na Grécia, onde também joguei. Este é o meu trabalho e muitas pessoas quando vêm para jogar nesses países aqui chegam com outro pensamento do que quando estavam no Brasil ou na Europa. Eu não! Vim para dar o meu melhor e acho que isso é notado pelos outros. E sempre gostei muito dos mais jovens porque quando eu era mais novo eu tive pessoas experientes que me ajudaram também e agora é minha vez de ajuda-los. O Supachai [jogador tailandês do Buriram] é um menino jovem [19 anos], mas que tem muito talento. Aqui muitas pessoas falam dele, até mesmo a imprensa local dá bastante destaque para as atuações dele. Espero que ele siga se desenvolvendo e que consiga atingir o topo no futebol.

ESPN - Nunca pensou em se naturalizar e jogar pela Tailândia?
Diogo -
Nunca passou pela minha cabeça me naturalizar tailandês, não.

ESPN - Quais as maiores provas de amor que você recebeu aí na Tailândia?
Diogo -
Prova de amor? A maior que recebi é o carinho do povo tailandês, que é muito simpático e muito amoroso. E sempre foi assim, desde que cheguei aqui, em 2015.

ESPN - Quais os principais objetivos seus e do Buriram nas próximas temporadas?
Diogo -
Nosso objetivo é sempre continuar brigando para ser campeão, mas hoje o grande desejo meu e do clube é fazer uma boa campanha na próxima edição da Liga dos Campeões da Ásia, em 2019 [o Buriram já está garantido na fase de grupos do torneio].