<
>

Kompany garante que não deixará Lukaku se aposentar da seleção belga

Na última terça-feira, Romelu Lukaku mais uma vez provou a sua importância para a Bélgica ao marcar dois gols na vitória sobre a Islândia por 3 a 0, em partida válida pela Liga das Nações. O problema é que logo após a Copa do Mundo da Rússia, o atacante declarou que poderia estar próximo de se aposentar da seleção, fato que desagradou Vincent Kompany, capitão da equipe.

Na ocasião, o jogador do Manchester United disse que deixaria o selecionado belga após a Eurocopa, que acontecerá em 2020. A essa altura, Lukaku terá apenas 27 anos.

“Depois da Euro, creio que vou parar”, declarou, sucintamente, na época.

Depois da partida dessa terça-feira, portanto, Kompany fez questão de garantir que não vai permitir a aposentadoria do companheiro, e que se for preciso, vai interferir diretamente no caso.

“Se Romelu insistir, eu mesmo irei até a sua casa em Manchester para levá-lo pessoalmente até Bruxelas (capital da Bélgica). Na verdade, às vezes falamos de cabeça muito quente com os veículos de comunicação e cometemos erros”, disse.