<
>

Palmeiras e Cruzeiro, que jogam semi da Copa do Brasil hoje, se enfrentaram 9 vezes em 1998

Nesta quarta-feira, o Palmeiras recebe o Cruzeiro às 21h45 (de Brasília), no Allianz Parque, pelo jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil.

E quando esses dois gigantes do futebol nacional se encontram em um jogão de mata-mata, é inevitável lembrar do ano de 1998, quando o Verdão e a Raposa duelaram nove vezes na mesma temporada, sempre em partidas importantíssimas e carregadas de emoção.

Ao todo, foram dois jogos pela Copa do Brasil (as duas finais), três pela Copa Mercosul (as três decisões) e mais quatro pelo Campeonato Brasileiro (somando fase de grupos e quartas de final).

No somatório de 1998, o Palmeiras, que à época também era comandado por Luiz Felipe Scolari, acabou se dando melhor, faturando os dois títulos de mata-mata.

Na Copa do Brasil, a taça veio com o famoso gol sem ângulo de Oseias, em um triunfo por 2 a 0 no Morumbi. Já o torneio internacional foi conquistado em uma eletrizante melhor de três.

No Brasileirão, por sua vez, o clube celeste eliminou o rival paulista nas quartas, com o atacante Fábio Júnior fazendo o crime aos 43 do segundo tempo em uma vitória por 3 a 2 em pleno Parque Antarctica.

No entanto, o time de Levir Culpi acabou derrotado pelo Corinthians na grande final.

A POLÊMICA DA LEITOA

Apesar dos nove confrontos de 1998 terem transformado a rivalidade Palmeiras x Cruzeiro em algo explosivo, a inimizade entre os times teve sua fagulha inicial dois anos antes, na final da Copa do Brasil de 1996.

Antes do primeiro duelo da decisão, em Belo Horizonte, o jornal Estado de Minas convidou jogadores cruzeirenses para participarem de um jantar. Marcelo Ramos, Roberto Gaúcho, Cleison e Uéslei aceitaram a proposta e devoraram uma leitoa, sendo fotografados para uma reportagem.

A matéria foi publicada em 14 de junho, dia do jogo da partida no Mineirão, e pegou muito mal do lado alviverde, já que a escolha do prato foi encarada como uma clara provocação ao mascote palmeirense, que é um porco.

"A gente bateu a foto sem maldade nenhuma. Nunca tivemos intenção de menosprezar o Palmeiras", garante à ESPN o ex-atacante Marcelo Ramos, um dos presentes naquele famoso banquete.

"A repercussão foi muito ruim. Foi de uma ingenuidade grande da nossa parte. Acho que acabou motivando ainda mais os jogadores do Palmeiras", acrescenta.

No fim das contas, porém, a leitoa acabou não causando indigestão nos cruzeirenses, que faturaram o título em pleno Palestra Itália.

"Ainda bem, né (risos)? Se a gente perde aquele título, ia ser difícil encarar os torcedores depois. Concordo que não foi algo legal, mas nunca tivemos intenção ruim", assegura.

"Por coincidência, estávamos eu e o Roberto Gaúcho na foto. Ele acabou fazendo o gol do empate no Parque Antarctica e eu fiz o gol do título depois", relembra.

Em 1998, Marcelo Ramos ainda estava no Cruzeiro e fez parte de sete das nove batalhas contra o Palmeiras de Luiz Felipe Scolari, de quem o ex-centroavante guarda recordações muito positivas.

"Quando a gente enfrentava o Verdão, não havia só grandes jogadores. Tinha também o Felipão, que depois foi meu treinador no próprio Palmeiras e no Cruzeiro, em 2000. É um cara que sempre conheceu muito de futebol, um estrategista nato", elogia.

"É um cara que no mata-mata sempre faz muita diferença, pois sabe montar bem o time para cada partida, como ele vem mostrando até hoje", completa.

"Esse estilo do Felipão prevalece até hoje. É um cara vencedor, e como pessoa não tem nem o que falar dele. Foi um excelente comandante e amigo para mim, e me ajudou muito profissionalmente", acrescenta.

Para o confronto desta quarta-feira, Ramos declara torcida pela Raposa.

"O Mano Menezes é um cara que também conhece bem a Copa do Brasil. Vai ser um jogo de estratégia difícil, que vai requerer atenção o tempo todo, porque dos dois lados existem jogadores que desequilibram. Quem ganha com isso é o público", exalta.

"Como cruzeirense, espero que a Raposa vença. Mas o Palmeiras também tem um grande time. Qualquer um dos dois que passar certamente merece estar na final", finaliza.

'TODOS AINDA LEMBRAM DESSES JOGOS'

Além de Marcelo Ramos, outro jogador que costumava decidir os equilibrados Palmeiras x Cruzeiro era o atacante palestrino Paulo Nunes.

Em papo com a ESPN, o "Diabo Loiro" afirma que até hoje os torcedores alviverdes e celestes se lembram dos famosos nove jogos de 1998.

"Os duelos eram sempre muito fortes. Não tem como não lembrar de cada detalhe daquelas partidas, porque eram sempre jogos decisivos e bem jogados", salienta.

"Quando eu ando pelas ruas, seja em qualquer Estado, nos aeroportos, os palmeirenses sempre param para lembrar desses jogos, e os cruzeirenses também", relata.

Paulo Nunes ainda brinca ao falar das memórias deixadas nos cruzeirenses.

"Eles sempre dizem que eu maltratava o Cruzeiro, porque costumava fazer gol nos jogos importantes, como na final da Copa do Brasil e também na final da Mercosul. Sempre venci mais do que perdi em cima deles", brada.

E a cabeça do "Diabo Loiro" está mesmo em dia: de fato ele marcou cinco vezes naqueles nove confrontos.

OS NOVE JOGOS DE 1998

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 1 x 0 PALMEIRAS
COPA DO BRASIL - FINAL (JOGO 1)

Local: Mineirão, em Belo Horizonte-MG
Data: 26 de maio de 1998, terça-feira
Público: 61.814 torcedores
Renda: R$ 531.948,00
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (RS)
Cartões Amarelos: Fábio Júnior (CRU); Cléber (PAL)

GOL
CRUZEIRO: Fábio Júnior, aos 26 minutos do primeiro tempo

CRUZEIRO: Paulo César; Gustavo, Marcelo Djian, Gottardo e Gilberto; Valdir, Ricardinho, Marcos Paulo e Bentinho (Elivélton); Marcelo Ramos e Fábio Júnior (Geovanne) Técnico: Levir Culpi

PALMEIRAS: Velloso; Arce, Cléber, Agnaldo e Júnior; Galeano, Rogério, Darci (Alex) e Zinho (Pedrinho); Paulo Nunes e Oséas (Almir) Técnico: Luiz Felipe Scolari

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 2 x 0 CRUZEIRO
COPA DO BRASIL - FINAL (JOGO 2)

Local: Morumbi, em São Paulo-SP
Data: 30 de maio de 1998, sábado
Público: 45.237 torcedores
Renda: R$ 453.674,00
Árbitro: Sidrack Marinho dos Santos (SE)
Cartões amarelos: Marcelo Dijian e Gottardo (CRU); Cléber e Rogério (PAL)

GOLS
PALMEIRAS: Paulo Nunes, aos 12 minutos do primeiro tempo; Oséas, aos 44 minutos do segundo tempo

PALMEIRAS: Velloso; Neném, Roque Júnior, Cléber e Júnior; Galeano, Rogério, Alex (Arílson) e Zinho; Paulo Nunes (Almir) e Oséas (Pedrinho) Técnico: Luiz Felipe Scolari

CRUZEIRO: Paulo César; Gustavo, Marcelo Djian, Gottardo e Gilberto; Valdir, Ricardinho, Marcos Paulo e Elivélton (Geovanne); Bentinho (Caio) e Fábio Júnior (Geovanne) Técnico: Levir Culpi

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 3 x 1 PALMEIRAS
CAMPEONATO BRASILEIRO - PRIMEIRA FASE

Local: Mineirão, em Belo Horizonte-MG
Data: 24 de outubro de 1998, sábado
Horário: 16h (de Brasília)
Público: 23.693 torcedores
Renda: R$ 202.562,00
Árbitro: Cláudio Vinícius Caldeira (RJ)
Assistentes: Manoel do Coado Pires e Edson Passos Filho (ambos RJ)

GOLS
CRUZEIRO: Alex Alves, aos 8, e Fábio Júnior, aos 38 minutos do primeiro tempo; Alex Alves, aos 2 minutos do segundo tempo
PALMEIRAS: Paulo Nunes, aos 21 minutos do segundo tempo

CRUZEIRO: Dida; Gustavo (Ronaldo), Jean Elias, Gottardo e Gilberto; Marcos Paulo, Djair e Valdo (Caio); Fábio Júnior, Alex Alves e Müller (Vágner) Técnico: Levir Culpi

PALMEIRAS: Velloso; Arce, Júnior Baiano, Cléber e Júnior; Pedrinho (Almir), Rogério, Alex (Tiago Silva) e Zinho; Paulo Nunes e Oséas Técnico: Luiz Felipe Scolari

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 2 x 1 PALMEIRAS
CAMPEONATO BRASILEIRO - QUARTAS DE FINAL (JOGO 1)

Local: Mineirão, em Belo Horizonte-MG
Data: 14 de novembro de 1998, sábado
Horário: 21h (de Brasília)
Público: 53.706 torcedores
Renda: R$ 494.902,00
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (RS)
Assistentes: José Carlos Oliveira e Marco Ibanhes (ambos RS)

GOLS
CRUZEIRO: Fábio Júnior, aos 17 minutos do primeiro tempo; Marcelo Djian, aos 37 minutos do segundo tempo
PALMEIRAS: Oséas, aos 19 minutos do primeiro tempo

CRUZEIRO: Dida; Gustavo, Marcelo Djian, Gottardo e Gilberto; Marcos Paulo, Djair, Caio (Alex Alves) e Valdo; Fábio Júnior e Marcelo Ramos (Müller) Técnico: Levir Culpi

PALMEIRAS: Velloso; Arce, Júnior Baiano, Cléber e Júnior; Galeano, Rogério, Alex (Tiago Silva) e Zinho. Paulo Nunes e Oséas (Almir) Técnico: Luiz Felipe Scolari

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 2 x 1 CRUZEIRO
CAMPEONATO BRASILEIRO - QUARTAS DE FINAL (JOGO 2)

Local: Parque Antarctica, em São Paulo-SP
Data: 22 de novembro de 1998, domingo
Público: 29.950 torcedores
Renda: R$ 323.240,00
Árbitro: Cláudio Vinícius Cerdeira (RJ)

GOLS
PALMEIRAS
: Paulo Nunes, aos 27, e Júnior Baiano, aos 47 minutos do primeiro tempo
CRUZEIRO: Djair, aos 42 minutos do primeiro tempo

PALMEIRAS: Velloso; Arce, Júnior Baiano (Agnaldo), Cléber e Júnior; Galeano, Rogério, Alex (Arílson) e Zinho (Tiago Silva); Paulo Nunes e Oséas Técnico: Luiz Felipe Scolari

CRUZEIRO: Dida (Paulo César); Gustavo, Marcelo Djian, Gottardo e Gilberto; Marcos Paulo (Marcelo Ramos), Djair e Valdo; Fábio Júnior, Alex Alves e Müller (Caio) Técnico: Levir Culpi

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 2 x 3 CRUZEIRO
CAMPEONATO BRASILEIRO - QUARTAS DE FINAL (JOGO 3)

Local: Parque Antarctica, em São Paulo-SP
Data: 26 de novembro de 1998, quinta-feira
Público: 28.317 torcedores
Renda: Não disponível
Árbitro: Sidrack Marinho dos Santos (SE)
Cartões vermelhos: Arce e Rogério (PAL); Valdo (CRU)

GOLS
PALMEIRAS: Almir, aos 3, e Paulo Nunes, aos 17 minutos do segundo tempo
CRUZEIRO: Marcelo Ramos, aos 31 e aos 33 minutos do primeiro tempo; Fábio Júnior, aos 43 minutos do segundo tempo

PALMEIRAS: Velloso; Arce, Agnaldo, Cléber e Júnior; Galeano (Roque Júnior), Rogério, Alex (Almir) e Zinho; Paulo Nunes e Oséas (Tiago Silva) Técnico: Luiz Felipe Scolari

CRUZEIRO: Paulo César; Gustavo, Marcelo Djian, Gottardo e Gilberto; Marcos Paulo (Caio), Djair e Valdo; Fábio Júnior, Marcelo Ramos (Alex Alves) e Müller Técnico: Levir Culpi

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 2 x 1 PALMEIRAS
COPA MERCOSUL - FINAL (JOGO 1)

Local: Mineirão, em Belo Horizonte-MG
Data: 16 de dezembro de 1998, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Público: 18.967 torcedores
Renda: R$ 97.326,50
Árbitro: Sidrack Marinho dos Santos (SE)
Cartões amarelos: Gustavo e Marcelo Djian (CRU); Júnior Baiano, Agnaldo e Paulo Nunes (PAL)

GOLS
CRUZEIRO: Marcelo Ramos, aos 21 minutos do primeiro tempo; Fábio Júnior, aos 45 minutos do segundo tempo
PALMEIRAS: Roque Júnior, aos 46 minutos do primeiro tempo

CRUZEIRO: Dida; Gustavo, Marcelo Djian, João Carlos e Gilberto; Valdir, Ricardinho, Valdo (Djair) e Caio (Alex Alves); Müller e Marcelo Ramos (Fábio Júnior) Técnico: Levir Culpi

PALMEIRAS: Velloso; Neném, Júnior Baiano (Agnaldo), Cléber e Júnior; Roque Júnior, Arce (Almir), Rogério e Zinho; Paulo Nunes e Oséas (Alex) Técnico: Luiz Felipe Scolari

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 3 x 1 CRUZEIRO
COPA MERCOSUL - FINAL (JOGO 2)

Local: Parque Antarctica, em São Paulo-SP
Data: 26 de dezembro de 1998, sábado
Horário: 16h30 (de Brasília)
Público: 27.775 torcedores
Renda: Não disponível
Árbitro: Cláudio Vinícius Cerdeira (RJ)
Cartões amarelos: Arce, Júnior Baiano e Rogério (PAL); Gustavo, Marcelo Djian e Gilberto (CRU)

GOLS
PALMEIRAS: Cléber, aos 9 minutos do primeiro tempo; Oséas, aos 7, e Paulo Nunes, aos 35 minutos do segundo tempo
CRUZEIRO: Fábio Júnior, aos 3 minutos do primeiro tempo

PALMEIRAS: Velloso; Arce, Júnior Baiano, Cléber (Tiago Silva) e Júnior; Roque Júnior, Rogério, Zinho e Alex (Pedrinho); Paulo Nunes e Oséas (Magrão) Técnico: Luiz Felipe Scolari

CRUZEIRO: Dida; Gustavo, Marcelo Djian, Gottardo (João Carlos) e Gilberto; Valdir (Caio), Ricardinho (Alex Alves), Djair e Valdo; Müller e Fábio Júnior Técnico: Levir Culpi

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 1 x 0 CRUZEIRO
COPA MERCOSUL - FINAL (JOGO 3)

Local: Parque Antarctica, em São Paulo-SP
Data: 29 de dezembro de 1998, terça-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Público: 28.959 torcedores
Renda: Não disponível
Árbitro: Luciano Augusto Almeida (DF)
Cartões amarelos: Tiago Silva, Zinho e Pedrinho (PAL); Marcelo Djian, Marcelo Ramos e João Carlos (CRU)
Cartão vermelho: Marcelo Ramos (CRU)

GOLS
PALMEIRAS: Arce, aos 17 minutos do primeiro tempo

PALMEIRAS: Velloso; Arce, Júnior Baiano, Roque Júnior e Júnior; Rogério, Tiago Silva, Zinho (Agnaldo) e Alex (Almir); Paulo Nunes e Oséas (Pedrinho) Técnico: Luiz Felipe Scolari

CRUZEIRO: Dida; Gustavo, Marcelo Djian, João Carlos e Gilberto (Caio); Marcos Paulo, Ricardinho e Valdo; Fábio Júnior, Marcelo Ramos e Müller (Alex Alves) Técnico: Levir Culpi