<
>

Em 5 anos, Real Madrid gastou quase R$ 500 milhões com brasileiros e conta vai crescer

O Real Madrid tem uma longa história de sucesso com jogadores brasileiros e parece que resolveu apostar neste histórico. O diário AS, da Espanha, fez um levantamento mostrando que a equipe de Madri gastou 105 milhões de euros (R$ 498,48 milhões) nos últimos cinco anos apenas com brasileiros, e a conta deve aumentar.

O jornal destaca que foram nove os atletas contratados neste período, e o resultado nem sempre foi bom. O melhor deles é Casemiro, que deixou o São Paulo, passou por um bom período de adaptação no time de Castilla, foi emprestado ao Porto e voltou por 6 milhões de euros.

Em 2014, com a chegada de Juni Calafat, amigo de Ronaldo Nazário, como scout internacional, as contratações de brasileiros se intensificaram. Willian José e Pablo Teixeira – que jogou apenas 63 minutos pelo clube – chegaram e saíram, mas pelo menos não deixaram prejuízo.

Depois veio Abner, que teve três lesões consecutivas no joelho e acabou emprestado até voltar ao Brasil, sem ter custos para chegar e ir embora. E logo em seguida, também indicado por Calafat, chegou Lucas Silva, por 13 milhões de euros, e hoje ele está emprestado de volta ao Cruzeiro.

Depois disso, chegou Paulo Henrique Xavier, que era olheiro do Manchester United, e o processo foi acelerado com as contratações de Augusto e Rodrigo Rodrigues, por 3 milhões de euros cada – ambos no Real Madrid Castilla -, Vinicius Jr., por 45 milhões de euros, e Rodrygo, por 40 milhões de euros, que ficará no Santos até 2019.

Os 105 milhões de euros atuais podem aumentar com a provável contratação de Pedro, que deve deixar o Fluminense por valores entre 20 e 25 milhões de euros.