<
>

Regras do Brexit na Premier League podem endurecer e dificultar vida dos clubes, diz jornal

Os clubes da Premier League terão que se movimentar para se adequar depois que o Brexit entrar em ação. De acordo com o jornal Daily Mail neste domingo, há planos de que as regras fiquem mais rígidas para as equipes quanto ao número de atletas britânicos.

Segundo a publicação, o número de ‘nativos’ no elenco de 25 jogadores poderia subir de oito para dez. além disso, se atletas que passaram três anos entre os 16 e 21 anos de idade poderia fazer parte desta categoria, o critério poderia valer apenas para quem possui passaporte britânico.

O Daily Mail ainda apontou que a situação é complicada para clubes como Arsenal e Huddersfield, que possuem atualmente somente cinco atletas cada nestas condições. Já o Arsenal e Manchester City, com seis, também teriam adversidades para se adequar à regra.

De acordo com levantamento do jornal, somente Burnley (18), Bournemouth (18), Cardiff City (18), Southampton (15), Everton (13), Crystal Palace (12), Leicester City (11) e Newcastle United (10) contam com uma dezena de atletas com passaporte britânico.

Liverpool (9), West Ham (9), Watford (8), Tottenham (8), Brighton & Hove Albion (8), Manchester United (8), Fulham (8) e Wolverhampton (8) estariam fora da regra, além dos casos já mencionados.

Vale lembrar que o planejamento é de que o Reino Unido deixe a União Europeia em março de 2019.