<
>

Bellerin revela sofrer insultos homofóbicos da torcida do Arsenal: 'Lésbica'

O lateral direito Hector Bellerin, que defende as cores do Arsenal, revelou em entrevista ao jornal inglês The Times, que vem sofrendo com insultos homofóbicos feitos pelos torcedores da sua própria equipe. Segundo o jogador, a situação é recorrente e se intensifica quando o jogador erra alguma jogada durante a partida.

“Alguns torcedores são muito ofensivos. A maioria dos insultos chegam a mim pela internet, mas outros são ouvidos no estádio. Eles me chamam de ‘lésbica’ porque eu uso cabelos longos e depois eles continuam com muitos outros insultos homofóbicos. Quando eu faço alguma coisa errada, a situação torna-se insustentável”, declarou o jogador.

Segundo o atleta, o problema acontece porque os torcedores já possuem uma definição de como um jogador deve se comportar e quando um atleta não segue esse padrão acaba sendo muito criticado.

"É uma coisa muito perigosa, porque na vida seria necessário estar livre para se expressar sobre como você é. O pior momento aconteceu um ano e meio atrás, quando tive que fechar minhas contas temporariamente nas redes sociais por causa dos insultos que recebia. Muitas pessoas me dizem coisas legais, mas é normal me concentrar em insultos, e todo dia eu tento aprender a combater a situação da melhor maneira possível”, completou.

Com uma longa passagem na categoria de base do Barcelona, o ala se transferiu ainda no juvenil para os Gunners. Emprestado ao Watford num primeiro momento, o jovem lateral de 23 anos retornou ao Arsenal e assumiu a posição. Pela seleção espanhola, o jogador atuou por todas as divisões na categoria de base e agora aparece aos poucos assumir uma vaga na seleção principal do país.