<
>

Recado? Guardiola responde Mourinho com ironia: 'Ele tem razão, classe não se compra'

Um dia depois do técnico do Manchester United, José Mourinho, cuspir fogo e criticar o rivar Manchester City pelo documentário de bastidores lançado pela equipe celeste, o treinador dos Citizens, Josep Guardiola, deu a resposta.

Após a goleada por 6 a 1 de sua equipe sobre o Huddersfield, pela Premier League, Pep ironizou o Special One, que chamou o filme do City de "desrespeitoso" e provocou dizendo que "você pode ser um clube rico e comprar os melhores jogadores do mundo, mas você não pode comprar classe".

"Ele tem razão, você não pode comprar classe. Estou de acordo com José", disparou Guardiola, que ainda viu o United ser derrotado por 3 a 2 pelo Brighton também neste domingo.

"Eu creio que passamos uma temporada incrível em frente às câmeras. Nós fizemos o filme para nós mesmos e não estou de acordo que faltamos com respeito a alguém. Nunca foi nossa intenção ser desrespeitosos", salientou.

Com duas vitórias em duas partidas, os Citizens já lideram o Campeonato Inglês, com vantagem no saldo de gols para os perseguidores Chelsea, Watford, Tottenham e Bournemouth, que também estão 100% na temporada.

Na próxima rodada, o time azul de Manchester pega o Wolverhampton, fora de casa, no sábado, às 8h30 (de Brasília), com tranmissão exclusiva da ESPN e do WatchESPN.

POR QUE MOURINHO ODIOU TANTO O FILME DO CITY

O objeto da ira de Mourinho veio da narração do trecho em que a vitória do City sobre o United, no Old Trafford é contada.

Após apresentar o duelo como “Guardiola x Mourinho” e “posse x defesa”, a série trata o jogo como o “futebol de ataque contra o ‘estacione o ônibus’”, termo usado para descrever a retranca.

Mourinho faz outra “participação” no documentário, com uma entrevista recuperada da época em que comandava o Chelsea e fez críticas ao belga Kevin De Bruyne, que acabou dispensado dos Blues e foi uma das peças mais importantes do City na última temporada.