<
>

Sonolento, Manchester United perde para o Brighton em apagadas atuações de convocados de Tite

Em partida válida pela segunda rodada da Premier League, o Manchester United foi surpreendido e perdeu para o modesto Brighton, que jogava dentro de casa, por 3 a 2.

O período decisivo da partida veio no meio do primeiro tempo, quando os anfitriões anotaram seus dois primeiros gols em um espaço de dois minutos (Murray e Duffy, respectivamente), encaminhando muito bem a importante vitória. Gross, de pênalti, fez o terceiro, enquanto Lukaku e Pogba, no último minuto, descontaram para os visitantes.

Convocados para os amistosos contra Estados Unidos e El Salvador, nos dias 7 e 11 de setembro, respectivamente, os brasileiros Andreas Pereira e Fred tiveram atuação muito discreta na derrota.

United muito abaixo do esperado

Desde o apito inicial, os comandados de José Mourinho, que segue em atrito com sua diretoria e seu elenco, não apresentaram um bom futebol, muito em função do fraco desempenho do trio de meio-de-campo formado por Pogba e os recém-convocados por Tite Andreas Pereira e Fred.

O Brighton até tentou ajudar, mas Lukaku não aproveitou a bobeira da zaga adversária e pegou mal na bola, perdendo grande chance aos 20 minutos.

Aos 25, os donos da casa abriram o placar. O centroavante Murray aproveitou cruzamento rasteiro e finalizou com muita categoria por cima de De Gea.

Não deu nem tempo da torcida do Brighton terminar de comemorar, e a equipe da casa ampliou o marcador apenas logo em seguida. De Gea não saiu do gol em escanteio, e Duffy aproveitou o bate-rebate dentro da área para abrir 2 a 0.

Sem criatividade para criar oportunidades, o United conseguiu descontar aos 34 com Lukaku, que subiu mais que a zaga adversária após outra confusão na área.

Momentos antes do fim da primeira etapa, o Brighton mostrou forças e marcou novamente. Fred não conseguiu dominar um complicado passe na intermediária, Murray recebeu em velocidade e só foi parado com um carrinho de Bailly, que levou amarelo no lance. Gross converteu a penalidade e levou a vantagem de 3 a 1 para os vestiários.

Desorganização, falta de criatividade e dura derrota

Buscando alternativas para melhorar seu setor ofensivo, Mourinho promoveu as entradas de Lingard e Rashford, que substituíram Andreas Pereira e Juan Mata. Entretanto, esmo com o ''tanque cheio'', não conseguiram mudar o destino do confronto.

A melhor chance para as pretensões de recuperação dos Red Devils veio num belo chute de Pogba, mas o australiano Matty Ryan fez uma belíssima e importante defesa.

O United até tentou, mas não conseguiu furar o bloqueio da zaga do Brighton. No último lance do confronto, Pogba até marcou de pênalti, mas não foi suficiente.

Méritos para o Brighton, que marcou muito, soube aproveitar as chances e conseguiu uma vitória de respeito contra um gigante.

Compromissos

A equipe de Manchester volta a campo na próxima segunda-feira, quando recebe o Tottenham. Já o Brighton vai a Anfield enfrentar o Liverpool, no sábado.