<
>

Palmeiras: A superstição que anima na busca pelo bi da Libertadores

play
Óbvia, previsível: Linha de Passe analisa 'Na Lata' atuação do Palmeiras contra o Cerro (0:34)

Mesa de comentaristas falou sobre os 2 a 0 no Paraguai (0:34)

A vitória por 2 a 0 sobre o Cerro Porteño-PAR, na última quinta-feira, pelas oitavas de final da Libertadores, praticamente garantiu o Palmeiras nas quartas de final do torneio.

Além disso, para quem se apega às estatísticas (e também às superstições), o triunfo serve para animar na busca pela conquista do bi na competição continental.

Até antes do embate contra o Cerro, o Verdão havia atuado 10 vezes no Paraguai em competições internacionais, com um retrospecto de duas vitórias, cinco empates e três derrotas.

Só que, nas duas ocasiões em que venceu, o Palmeiras terminou campeão do torneio que estava disputando.

A primeira vez foi na Copa Mercosul de 1998, quando o time alviverde, à época também comandado por Luiz Felipe Scolari, bateu o Olimpia por 1 a 0 no Defensores del Chaco, pela volta da semifinal - Oséas marcou aos 19 do primeiro tempo.

Depois, na final, os comandados de Felipão bateram o Cruzeiro para levantaram a taça.

A segunda ocorreu na Libertadores de 1999, na qual o Palmeiras de Scolari atropelou o próprio Cerro Porteño por 5 a 2, também no Defensores del Chaco. Júnior Baiano (2), Oséas, Clebão e Evair anotaram para os brasileiros.

O troféu continental seria levantado meses depois contra o Deportivo Cali-COL.

Agora, resta saber se a história irá se repetir...

Ao menos no discurso, porém, Luiz Felipe Scolari pediu pés no chão.

"Não existe diferença do Palmeiras para o Cerro. O Palmeiras foi o primeiro no ranking (da Libertadores) e o Cerro o 4º. São equipes muito equilibradas, o que muda é o jeito de jogar. O 2 a 0 é um bom resultado, mas temos que ter pés no chão e saber que o Cerro pode reverter lá, sim", sentenciou o treinador palestrino.

Palmeiras e Cerro Porteño fazem o jogo de volta no dia 30 de agosto, às 21h45 (de Brasília), no Allianz Parque.

Devido ao resultado desta quinta, o time alviverde pode até perder por um gol de diferença em casa que ainda assim se classifica para as quartas, fase em que enfrentará o vencedor do confronto entre Corinthians e Colo Colo-CHI.

Pelo Campeonato Brasileiro, o time alviverde joga neste domingo, às 19h, contra o Vasco, também na arena alviverde.