<
>

Radar de Tite, volta por cima e mais; o que esperar de cada brasileiro na temporada da Premier League

A Premier League está de volta, mas isso não é novidade. Novidade, entretanto, são alguns muitos rostos que você verá aqui na ESPN Brasil. Com 22 jogadores nascidos no Brasil, um recorde, a liga se torna ainda mais atrativa para os brasileiros. Seja aquela revelação do seu clube, o algoz que jogava no rival, aquele jogador que sequer jogou por aqui ou um jogador mais rodado tendo outra chance, a Premier League tem.

Na abertura, nessa sexta-feira, às 15h45 na ESPN Brasil e no WatchESPN, Manchester United e Leicester vão se enfrentar, e evidentemente, você poderá ver um brasileiro. Segue, então, o que esperar de todos os jogadores nascidos no Brasil nessa nova temporada da Premier League.

De volta da Rússia

A Copa do Mundo não foi aquela maravilha para o Brasil. Sexto lugar geral, eliminação nas quartas para a Bélgica, alguns jogadores em alta, outros em baixa. Da Rússia, voltaram para mais uma temporada da Premier League os goleiros Ederson, que fez boa temporada passada pelo City, e Alisson, segundo goleiro mais caro da história (o primeiro quando foi contratado). A missão, para os dois, é manter a segurança que hoje existe no meio das traves brasileiras. A dúvida de Tite nesse novo ciclo, se é que existe, é no terceiro goleiro. Alisson e Ederson estão em alto nível e a expectativa é que se mantenham no grupo dos melhores do mundo. Espere milagres.

Para Manchester, voltaram mais quatro jogadores. Danilo retorna da lesão que o tirou do onze inicial da seleção e precisa ainda ganhar sua posição no City, que pretende, finalmente, contar com Benjamin Mendy. Mas, de qualquer modo, o brasileiro é peça muito importante no rodízio. Fernandinho, por muitos, foi apontado como vilão do Mundial; mas com Guardiola é jogador fundamental, e assim deve seguir, marcando e dando ritmo ao meio-campo. Gabriel Jesus, também muito criticado, precisa dessa temporada para se firmar. Seguirá como reserva de Aguero, mas é provável que tenha muito espaço durante o ano. Para o United, chega Fred, que custou caro, está voltando de lesão e gera muita expectativa. Deve ganhar seu espaço entre os titulares e ser peça importante em um time um tanto quanto disfuncional.

Além desses, temos Willian, que dividiu atuações como titular e reserva na última temporada. Com Sarri, sua missão é ser titular pela ponta esquerda e ajudar na criação, considerando um provável meio-campo de Kanté, Jorginho e Kovacic. Já Firmino volta como foi: esperança de gols e titular incontestável no Liverpool. A expectativa é de outra ótima temporada.

Abre o olho, Tite

Aqui, ninguém esteve na Copa de 2018. David Luiz esteve em 2014, ficou marcado pelo 7 a 1 e, pouco a pouco, reescreve sua história. É difícil pensar em uma volta à seleção, mas pode muito bem ser testado. Ainda não sabemos quanto espaço terá com Sarri, mas a expectativa é que jogue frequentemente. Lucas e Kenedy chegaram, respectivamente, ao Tottenham e ao Newcastle na última temporada. O ex-PSG teve pouco espaço, mas fez boa pré-temporada e deve ganhar mais minutos de Pochettino. Kenedy foi emprestado pelo Chelsea e agradou a ponto de seu time querer a renovação. Sua luta é para ser destaque por lá, e com sequência pode dar bons resultados.

Richarlison teve um começo sensacional na última temporada com o Watford, mas à medida que o time caiu e perdeu jogadores, seu rendimento piorou. É a aposta do Everton. Chega como contratação mais cara da história do time e conta com um leque de jogadores mais preparados no meio-campo para servi-lo. Deve chamar muita atenção, e sua convocação deve ser questão de tempo.

Fabinho era um dos destaques do Mônaco, campeão francês há dois anos. Seja como lateral, seja como volante, dava equilíbrio à equipe, coisa que falta no Liverpool. Sua contratação foi cirúrgica e tem tudo para dar certo, fazendo uma dobradinha com Naby Keita. As expectativas são altas. Assim como Fabinho, Felipe Anderson também é cara nova na Inglaterra. Chegou à Lazio do Santos, vestiu a camisa 10 e foi destaque por cinco anos. Chega como o reforço mais caro da história do West Ham, que se reforçou muito, e tem a grande chance de aparecer para Tite, sendo o provável dono do meio de campo. Até hoje, jogou apenas uma partida pela seleção profissional.

O último a aparecer aqui é Bernard, que no estouro do fim da janela fechou com o Everton, de Richarlison. Em situação parecida à de David Luiz, o garoto que tem "alegria nas pernas" deixou o Shakhtar Donetsk após cinco anos e busca mudar a visão que ainda temos dele: o substituto de Neymar no 7 a 1.

Tá na hora de brilhar

Aqui temos promessas e incertezas. Andreas Pereira e Lucas Piazon participaram mais uma vez da pré-temporada de seus clubes: Manchester United e Chelsea. Pereira é meio campista e está no profissional do United desde 2014, já tendo sido emprestado ao Granada e, mais recentemente, ao Valência. Considerando as não muitas contratações do time, pode ter, aos 22 anos, sua maior chance. Piazon tem trajetória parecida. Chegou do São Paulo em 2011, e já esteve emprestado ao Málaga, Vitesse, Eintracht Frankfurt, Reading e, na última temporada, Fulham. No último citado, subiu da Championship à Premier League e fez 12 gols em 56 jogos, atuando como meio campista. Ainda não é certo seu futuro, mas aos 24 anos, é a hora de aproveitar a chance no Chelsea, caso exista. Ambos vão ter que lutar muito por espaço, e não devemos vê-los sempre, mas podem ser gratas surpresas.

Bernardo e Léo Bonatini são mais desconhecidos no futebol brasileiro. O primeiro fez três jogos pelo Red Bull Brasil, foi emprestado à Ponte Preta, mas não jogou. Após dois anos na Áustria, chegou ao Red Bull Leipzig em 2016 e lá estava até ano passado. Chega como promessa ao Brighton e deve conquistar espaço. Pode jogar nas duas laterais e faz papel de volante, e essa é sua grande chance de aparecer, aos 23 anos. Bonatini deixou o Brasil em 2014, e após passar por Estoril e Al-Hilal, em 2017 foi para o Wolverhampton e marcou 12 gols em 43 jogos durante a temporada que coroou a volta dos Wolves à Premier League. Em seus antigos clubes também teve bons números (21 gols em 48 jogos pelo Estoril e 12 gols em 25 jogos pelo Al-Hilal). Aos 24 anos, pode chamar atenção marcando contra os grandes.

O último integrante dessa subdivisão seria o volante Douglas, ex-Vasco, que é do Manchester City. Na última temporada, esteve emprestado ao Girona e atuou em 18 partidas. Muito promissor, chegou ao time de Guardiola com 19 anos sendo uma aposta para o futuro. Entretanto, a Federação Inglesa negou o visto de trabalho ao jovem brasileiro, que, após ser utilizado na pré temporada de Pep, deve ser novamente emprestado.

Os "meio-brasileiros"

No Chelsea, dois brasileiros naturalizados italianos marcam presença. Emerson Palmieri chegou da Roma no meio da última temporada e fez sete partidas sob o comando de Conte. Agora, comandado por Sarri, seguirá disputando vaga na parte defensiva do time de Londres. Caso seja nome recorrente nas escalações, deve chamar a atenção de Roberto Mancini, técnico da Itália.

Mancini, por sua vez, já teve a atenção chamada por Jorginho, escolhido a dedo por Sarri para ir do Napoli ao Chelsea. O volante que dava ritmo ao meio de campo de um time encantador terá muito mais visibilidade e deve se destacar. Compondo um meio de campo (provavelmente) com Kanté e Kovacic, chega com nome e pompa na Inglaterra.

Veterano

Resta um brasileiro. Heurelho da Silva Gomes, ou só Gomes, está em seu décimo ano de Premier League. O goleiro chegou ao Tottenham em 2008 e, até 2014, fez 135 partidas pelos Spurs. Desde sua saída, está no Watford, onde já entrou em campo 143 vezes. Em 2016, foi eleito melhor jogador da temporada do clube, e em 2017 renovou seu contrato até o meio de 2019. No último ano começou a temporada como titular e acabou perdendo a vaga para o grego Orestis Karnezis. Aos 37 anos, o goleiro já não levanta muitas expectativas, mas hora ou outra executa um milagre.

Veja todos os jogadores nascidos no Brasil da Premier League:

Goleiros

Alisson - Liverpool

Ederson - Manchester City

Gomes - Watford

Wake up and live. Today's training @mancity 💪🏼

A post shared by Ederson Moraes (@ederson93) on

Defensores

Bernardo - Brighton

Danilo - Manchester City

David Luiz - Chelsea

Emerson Palmieri - Chelsea

" Tenha prazer em tudo que você decida fazer!! " 😃

A post shared by David Luiz (@davidluiz_4) on

Meio Campistas

Andreas Pereira - Manchester United

Fabinho - Liverpool

Felipe Anderson - West Ham

Fernandinho - Manchester City

Fred - Manchester United

Jorginho - Chelsea

Kenedy - Newcastle

Lucas Piazon - Chelsea

@westham ⚒

A post shared by Felipe Anderson (@f_andersoon) on

Atacantes

Bernard - Everton

Gabriel Jesus - Manchester City

Léo Bonatini - Wolverhampton

Lucas Moura - Tottenham

Richarlison - Everton

Roberto Firmino - Liverpool

Willian - Chelsea

🔴

A post shared by Bobby Firmino (@roberto_firmino) on