<
>

Premier League: o balanço da janela de transferências para todas as equipes

play
Kepa Arrizabalaga: quem é o novo goleiro do Chelsea? (0:58)

O time londrino ativou a cláusula de 80 milhões de euros (cerca de R$348 milhões) para contratar o espanhol (0:58)

A Premier League está de volta! As principais equipes da Inglaterra entram em campo a partir desta sexta, quando o Manchester United recebe o Leicester, às 15h50, com transmissão da ESPN Brasil e do WatchESPN. Os elencos, entretanto, estão longe de serem os mesmos.

Diferente das últimas temporadas, a janela de transferências já fechou dentro da Terra da Rainha. Agora, os clubes não podem mais contratar, ainda que seja possível perder atletas para as outras ligas.

Com o mercado fechado e os reforços consolidados, fique por dentro do que aconteceu com todos os times do principal campeonato nacional do mundo!

Arsenal

Depois de 22 anos de Arsene Wenger, começa a era Unai Emery no Arsenal. A janela de transferências, entretanto, não trouxe nenhuma bomba para o Emirates Stadium. Depois de contratar Aubameyang e Mkhitaryan no início do ano, o clube londrino fez negociações pontuais, reforçando principalmente a defesa, sem perder nenhum grande nome no mercado. – Matheus Sacramento

Principais chegadas: Stephan Lichtsteiner (Juventus, custo zero), Bernd Leno (Bayer Leverkusen, R$ 109 mi), Sokratis Papastathopoulos (Borussia Dortmund, R$ 69 mi), Lucas Torreira (Sampdoria, R$ 130 mi), Matteo Guendouzi (Lorient, R$ 35 mi).

Principais saídas: Per Mertesacker (aposentado), Santi Cazorla (Villarreal, custo zero), Jack Wilshere (West Ham, custo zero), Calum Chambers (Fulham, empréstimo) e Lucas Pérez (West Ham, R$ 19,4 mi)

* todos os valores são de acordo com o site especializado Transfermarkt


Bournemouth

Após ótimos resultados e um surpreendente 12° lugar na temporada passada, o Bournemouth não perdeu ninguém de seu elenco titular, o que pode ser um ponto positivo. Vale ressaltar que o 3 a 0 diante do Chelsea em pleno Stamford Bridge foi um dos jogos em que o clube deve se inspirar para sonhar alto na temporada 2018-19. – Thiago Dalle

Principais chegadas: David Brooks (Sheffield United, R$ 49 mi), Diego Rico (Leganés, R$ 52 mi), Jefferson Lerma (Levante, R$ 122 mi).

Principais saídas: Max Gradel (Toulouse, R$ 8,7 mi), Lewis Grabban (Nott'm Forest, R$ 29 mi), Benik Afobe (Wolves, R$ 59 mi), Rhoys Wiggins (aposentadoria) e Harry Arter (Cardiff, empréstimo)


Brighton

Fundado em 1901 e campeão da terceira divisão inglesa em 2010-11, o Brighton subiu para a Premier League na temporada passada e conseguiu se manter ao terminar o campeonato na 15ª colocação. O brasileiro e polivalente Bernardo Júnior, ex-jogador do Audax e do RB Brasil, é uma das novidades do elenco. – Thiago Dalle

Principais chegadas: Leon Balogun (Mainz, custo zero), Jason Steele (Sunderland, custo zero), Bernardo Fernandes da Silva Junior (RB Leipzig, R$ 43 mi), Hugo Keto (Arsenal, sem custo), Yves Bissouma (Lille, R$ 74 mi) e Alireza Jahanbakhsh (AZ Alkmaar, R$ 84 mi)

Principais saídas: Sam Baldock (Reading, R$ 17 mi), Connor Goldson (Rangers, R$ 14 mi), Jamie Murphy (Rangers, sem custo), Christian Walton (Wigan, empréstimo), Ales Mateju (Brescia, empréstimo) e Tim Krul (Norwich, sem custo).


Burnley

A última temporada do Burnley na Premier League foi sensacional. Para tentar manter o nível que o levou ao 7º lugar na tabela, o time segurou o elenco, perdendo apenas Scott Arfield para o Rangers. Por outro lado, as contratações foram poucas, sendo as principais delas o zagueiro Ben Gibson e o famoso goleiro Joe Hart. – Matheus Sacramento

Principais chegadas: Joe Hart (Manchester City, R$ 17 mi), Matej Vydra (Derby County, R$ 53 mi) e Ben Gibson (Middlesbrough, R$ 74 mi).

Principais saídas: Dean Marney (Fleetwood Town, custo zero) e Scott Arfield (Rangers, custo zero).


Cardiff City

A equipe do País de Gales retorna à elite do futebol britânico após quatro temporadas na segunda divisão - terminou a última Championship na segunda colocação.

Atendendo a pedidos do técnico Neil Warnock, o clube da capital galesa contratou jogadores que se destacaram em adversários da última temporada, como Murphy e Reid. Sem perder grandes peças, a equipe ainda vai contar, por empréstimo, com Arter, que disputou nove partidas na Premier League da temporada passada. – Matheus Castro

Principais Chegadas: Harry Arter (Bournemouth, empréstimo), Víctor Camarasa (Real Betis, empréstimo), Josh Murphy (Norwich, R$ 50 mi), Greg Cunningham (Preston, R$ 17 mi), Alex Smithies (QPR, R$ 17 mi) e Bobby Reid (Bristol City, R$ 50 mi).

Principais Saídas: Greg Halford (dispensado), Omar Bogle (Birmingham City, empréstimo) e Lee Camp (Birmingham City, sem custo).


Chelsea

O time de Stamford Bridge passou por mudanças depois da saída do técnico Antonio Conte. Primeiro, fizeram o ‘pacotão Napoli’ e assinaram com o novo comandante, Maurizio Sarri, e o meia Jorginho. E depois de Thibaut Courtois forçar a saída para o Real Madrid, venderam o arqueiro belga e assinaram com Mateo Kovacic, por empréstimo.

Para a meta, fizeram de Kepa Arrizabalaga o goleiro mais caro da história, comprado do Athletic Bilbao. Por empréstimo, jovens jogadores, em grande parte das categorias de base, saíram. Destaque para Mason Mount, meia que será comandado pelo ídolo dos Blues, Frank Lampard, no Derby County. - Thiago D'Almeida

Principais chegadas: Kepa Arrizabalaga (Athletic Bilbao, R$ 348 mi), Mateo Kovacic (Real Madrid, empréstimo) e Jorginho (Napoli, R$ 230 mi).

Principais saídas: Thibaut Courtois (Chelsea, R$ 153 mi) e Mason Mount (Derby, empréstimo).


Crystal Palace

O Palace contratou dois jogadores sem contrato, Vicente Guaita e Max Meyer, jovem promessa ex-Schalke 04. De saída, nomes de peso. O brasileiro Diego Cavalieri, Yohan Cabaye e Ruben Loftus-Cheek (volta de empréstimo para o Chelsea). - Thiago D'Almeida

Principais chegadas: Cheikhou Kouyate (West Ham, R$ 46 mi), Max Meyer (Schalke 04, sem custo) e Vicente Guaita (Getafe, sem custo).

Principais saídas: Diego Cavalieri (dispensado), Yohan Cabaye (Al-Nasr, sem custo) e Bakary Sako (dispensado).


Everton

O time da cidade de Liverpool investiu bastante nesta janela. O brasileiro Richarlison foi comprado do Watford por R$ 223 milhões e será novamente comandado por Marco Silva. Também levaram André Gomes e Yerry Mina (ex-Palmeiras) do Barcelona. De saída, destaque para Wayne Rooney, que foi jogar a MLS, no DC United. - Thiago D'Almeida

Principais chegadas: Richarlison (Watford, 223 mi), Bernard (Shakhtar Donetsk, sem custo), Yerry Mina (Barcelona, R$ 133 mi), André Gomes (Barcelona, empréstimo de R$10 mi) e Lucas Digne (Barcelona, R$ 89 mi).

Principais saídas: Wayne Rooney (DC United, sem custo), Davy Klaassen (Werder Bremen, R$ 60 mi), Henry Onyekuru (Galatasaray, empréstimo por R$ 4 mi) e Ramiro Funes Mori (Villarreal, R$ 40 mi).


Fulham

Depois de subir para a primeira divisão do Campeonato Inglês, o time londrino investiu pesado. Contratou Jean Michael Seri, meia disputado por grandes da Premier League; Andre Schurrle, emprestado pelo Borussia Dortmund. E tirou também jogadores de equipes conterrâneas: Calum Chambers, emprestado pelo Arsenal, e Aleksandar Mitrovic, adquirido do Newcastle United. - Thiago D'Almeida

Principais chegadas: Aleksandar Mitrovic (Newcastle, R$ 89 mi), Alfie Mawson (Swansea, R$ 74 mi), Jean Michael Seri (Nice, R$ 127 mi), Andre Schurrle (Borussia Dortmund, empréstimo por R$ 2 mi), Timothy Fosu-Mensah (Manchester United, empréstimo) e Luciano Vietto (Atlético de Madrid, empréstimo).

Principais saída: Ryan Fredericks (dispensado).


Huddersfield

O Huddersfield Town conseguirá se manter na Premier League? A janela da equipe foi sem grandes perdas, sendo a principal delas a venda do meia-atacante Tom Ince para o Stoke. A equipe de David Wagner também contratou em definitivo dois importantes atletas que já estavam no elenco por empréstimo: o goleiro Jonas Lossl e o zagueiro Terence Kongolo. – Matheus Sacramento

Principais chegadas: Adama Diakhaby (Monaco, R$ 44 mi), Ben Hamer (Leicester, custo zero), Ramadan Sobhi (Stoke, R$ 28 mi), Juninho Bacuna (Groningen, R$ 11 mi), Erik Durm (Borussia Dortmund, custo zero)

Principais saídas: Tom Ince (Stoke City, R$ 49 mi) , Dean Whitehead (aposentado), Robert Green (Chelsea, custo zero)


Leicester

Nono colocado na temporada passada, os campeões de 2015-16 perderam um de seus principais jogadores: Riyad Mahrez. O argelino assinou com o Manchester City por cinco temporadas. Para reviver os bons momentos, o clube apostou em jogadores de todas as posições, reforçando praticamente o elenco em todos os setores: goleiro, zagueiros, meia e atacante. – Thiago Dalle

Principais chegadas: Ricardo Pereira (Porto, R$ 96 mi), Jonny Evans (West Brom, R$ 17,5 mi), James Maddison (Norwich, R$ 109 mi), Danny Ward (Liverpool, R$ 58 mi), Rachid Ghezzal (AS Monaco, R$ 61 mi).

Principais saídas: Riyad Mahrez (Man City, R$ 293 mi), Ahmed Musa (Al-Nassr, R$ 194 mi), Harvey Barnes (West Brom, empréstimo).


Liverpool

Terceiro colocado na última Premier League, o Liverpool chega com ainda mais força para esta temporada. A principal mudança da equipe foi no gol. A contratação do brasileiro Alisson Becker, para ocupar o lugar do criticado Loris Karius, pode ser a peça que faltava para um time que chegou tão longe nas principais competições que disputou. – Thiago Dalle

Principais chegadas: Fabinho (Monaco, R$ 211 mi), Naby Keita (RB Leipzig, R$ 252 mi), Xherdan Shaqiri (Stoke City, R$ 63 mi), Alisson Becker (AS Roma, R$ 320 mi).

Principais saídas: Emre Can (Juventus, custo zero), Jon Flanagan (dispensado), Danny Ward (Leicester, R$ 58 mi), Allan (Frankfurt, empréstimo).


Manchester City

Os atuais campeões quebraram diversos recordes na temporada passada sob comando de Pep Guardiola. Do time titular, não houve nenhuma saída, o que pode animar os torcedores do City. A boa notícia é que Riyad Mahrez, melhor jogador da temporada 2015-16 pelo Leicester, chega ao clube, ou seja, o time está ainda mais forte para esta temporada. – Thiago Dalle

Principais chegadas: Riyad Mahrez (Leicester, R$ 293 mi), Claudio Gomes (PSG, custo zero), Philippe Sandler (PEC Zwolle, R$ 10mi).

Principais saídas: Yaya Touré (liberado), Angus Gunn (Southampton, R$ 65 mi), Joe Hart (Burnley, R$ 19 mi).


Manchester United

A terceira temporada de José Mourinho começará sem grandes reforços, algo que irritou bastante o treinador. “Se não melhorarmos nossa equipe, será uma temporada difícil”, afirmou na última terça. A principal novidade é o meio-campista brasileiro Fred, ex-Shakhtar Donetsk, que reforçará um elenco que não teve saídas de impacto. – Matheus Sacramento

Principais chegadas: Fred (Shakhtar Donetsk, R$ 256 mi), Diogo Dallot (Porto, R$ 96 mi), Lee Grant (Stoke City, R$ 7 mi)

Principais saídas: Michael Carrick (aposentado), Daley Blind (Ajax, R$ 63 mi) e Timothy Fosu-Mensah (Fulham, empréstimo)


Newcastle

Depois de uma temporada tranquila na sua volta à elite após uma queda para a segunda divisão, o time comandado por Rafael Benítez não conseguiu se reforçar como gostaria.

Pelo menos, a janela de transferência foi lucrativa. Ao total, o Newcastle ganhou 54 milhões de reais, muito em fato pela negociação do defensor Mikel Merino.

O jogador espanhol estava emprestado pelo Borussia, foi comprado em definitivo no início de julho por 31 milhões de reais e depois de algumas semanas acabou vendido à Real Sociedad por 53 milhões. - Matheus Castro

Principais chegadas: Federico Fernández (Swansea, R$ 30 mi), Martin Dubravka (Sparta Prague, R$ 18 mi), Ki Sung-Yueng (Swansea, sem custo), Fabian Schar (Deportivo La Coruña, R$ 18 mi), Yoshinori Muto (Mainz, R$ 47 mi) e Salomon Rondon (West Brom, empréstimo de R$ 10 mi).

Principais saídas: Mikel Merino (Real Sociedad, R$ 53 mi), Chancel Mbemba (Porto, R$ 35 mi), Matz Sels (Strasbourg, R$ 18 mi), Aleksandar Mitrovic (Fulham, R$ 89 mi) e Adam Armstrong (Blackburn, R$ 8 mi).


Southampton

Famoso por contratar barato e vender caro, o Southampton fez mais algumas apostas nesta janela. A principal delas é o zagueiro Jannik Vestergaard, de 26 anos, que chega por 25 milhões de libras (cerca de R$ 121 milhões). A principal perda foi a saída do atacante Dusan Tadic, que atuou em 41 partidas na última temporada e foi vendido para o Ajax. – Matheus Sacramento

Principais chegadas: Jannik Vestergaard (Borussia M'Gladbach, R$ 109 mi), Mohamed Elyounoussi (Basel, R$ 78 mi), Angus Gunn (Manchester City, R$ 49 mi), Stuart Armstrong (Celtic, R$ 35 mi)

Principais saídas: Dusan Tadic (Ajax, R$ 50 mi), Sofiane Boufal (Celta, empréstimo), Guido Carillo (Leganés, empréstimo), Jordy Clasie (Feyenoord, empréstimo)


Tottenham

Após três ótimas temporadas na Premier League, com destaque para o vice-campeonato em 2016/2017, os Spurs comandados por Mauricio Pochettino conseguiram manter seu elenco principal e não tiveram nenhuma perda.

Em função das obras no novo estádio e seu alto gasto, a equipe de Londres não gastou com contratações e renovou os contratos de algumas das suas principais estrelas. O Tottenham foi o primeiro clube do campeonato inglês a não comprar ninguém na janela de verão desde 2003.

As únicas saídas foram de jogadores da base que não seriam aproveitados pelo time profissional, montado pelo técnico argentino. - Matheus Castro

Principais saídas: Keanan Bennetts (Borussia Monchengladbach, R$ 2,25 mi) e Anton Walkes (Portsmouth, valor não divulgado)


Watford

Comandado por Javi Garcia, a equipe conseguiu fechar com o Barcelona a contratação em definitivo do espanhol Gerard Deulofeu. Também concretizou a venda de Richarlison (ex-Fluminense), que reforça o Everton na próxima temporada. - Thiago D'Almeida

Principais chegadas: Gerard Deulofeu (Barcelona, R$ 56 mi) e Adam Masina (Bologna, R$ 22 mi)

Principais saídas: Richarlison (Everton, R$ 223 mi) e Nordin Amrabat (Al-Nassr, R$ 37 mi)


West Ham

Em sua sétima temporada consecutiva na elite inglesa, o time de Londres não pensou em dinheiro e investiu pesado nas contratações, gastando cerca de 436 milhões de reais, entrando no top 5 de equipes mais 'consumistas' da Premier League nesta janela de transferências.

O clube, agora comandado por Manuel Pellegrini, saiu na frente de gigantes da Europa e contratou nomes de destaque do futebol europeu, como o brasileiro Felipe Anderson - que fez um ótimo Campeonato Italiano -, o ucraniano Yarmolenko e o zagueiro Diop, jovem promessa francesa. Outro destaque da janela é o zagueiro Balbuena, que fez sucesso no Brasil vestindo a camisa do Corinthians. - Matheus Castro

Principais chegadas: Ryan Fredericks (Fulham, sem custo), Issa Diop (Toulouse, R$ 110 mi), Lukasz Fabianski (Swansea, R$ 35 mi), Jack Wilshere (Arsenal, sem custo), Andriy Yarmolenko (Dortmund, R$ 88 mi), Fabian Balbuena (Corinthians, R$ 18 mi) e Felipe Anderson (Lazio, R$ 167 mi)

Principais saídas: James Collins (dispensado), Patrice Evra (dispensado), Reece Burke (Hull, R$ 7 mi), Cheikhou Kouyate (Crystal Palace, R$ 47 mi) e Jordan Hugill (Middlesbrough, empréstimo).


Wolverhampton

O atual campeão da Championship está de volta a Premier League após seis anos e foi ao mercado para garantir que não vai fazer feio como em 2011/2012, quando terminou na lanterna da competição.

Na segunda temporada do técnico Nuno Espírito Santo no comando do clube, o time se reforçou com dois grandes nomes da seleção portuguesa: o goleiro Rui Patrício e o meia João Moutinho. Além dos companheiros de Cristiano Ronaldo, o Wolverhampton também contratou a promessa Traoré, formado na base do Barcelona. - Matheus Castro

Principais chegadas: Willy Boly (Porto, R$), Raul Jimenez (Benfica, empréstimo por R$ 13 mi), Rui Patricio (Sporting Lisboa, sem custo), Leo Bonatini (Al-Hilal, R$ 18 mi), Joao Moutinho (Mônaco, R$ 25 mi), Benik Afobe (Bournemouth, R$ 50 mi) e Jonny Castro Otto (Atletico Madrid, empréstimo).

Principais saídas: James Collins (dispensado) e Patrice Evra (dispensado).