<
>

Com gol de joia argentina, Internazionale vence Lyon pela Champions Cup

Inter de Milão e Lyon se enfrentaram neste sábado, ainda pela Copa Internacional dos Campeões, torneio de pré-temporada disputado por alguns dos principais times da Europa. No Estádio Via del Mare, em Lecce, na Itália, melhor para os nerazzurri, que venceram por 1 a 0, com gol anotado pelo recém-contratado Lautaro Martínez, revelação argentina de apenas 20 anos de idade.

Esta foi a segunda partida de ambas as equipes pela Champions Cup. Pela terceira e última rodada, os franceses voltam a campo na próxima terça-feira, quando encaram o Chelsea, no Stanford Bridge, em Londres. Os italianos, por sua vez, medem forças com o Atlético de Madrid, no Wanda Metropolitano, no próximo sábado.

Inter fica com a bola, mas Lyon leva mais perigo

O primeiro tempo foi marcado pela utilização de duas estratégias diferentes. Enquanto a Inter optou por jogar com a bola, no campo de ataque, tentando pressionar os adversários, o Lyon preferiu se manter forte na marcação e buscar espaços nos contra-ataques.

Em primeira instância, funcionou melhor a segunda tática, já que foram os franceses que levaram mais perigo nos primeiros 45 minutos. O goleiro Handanovic foi o grande nome nerazzurri, já que fez, no mínimo, duas boas defesas para impedir que o Lyon abrisse o placar.

Os italianos dominaram a posse da bola, mas não conseguiram furar a defesa rival. Faltou criatividade e explorar melhor as jogadas pelas beiradas.

Jogo muda e Inter aproveita

O jogo mudou no início da etapa final. O Lyon se soltou, passando a marcar um pouco mais à frente. Com mais espaço, a Inter de Milão aproveitou para abrir o placar, logo aos sete minutos. Em jogada pela esquerda, Dalbert foi à linha de fundo e cruzou rasteiro. Icardi deixou passar e a bola sobrou limpa para o jovem Lautaro Martínez, que só teve o trabalho de empurrar para o fundo do gol.

A equipe italiana melhorou no jogo, ajustando seu posicionamento ofensivo e oferecendo mais perigo ao gol francês. Como esperado, substituições começaram a ser feitas pelos dois técnicos e o ritmo da partida acabou diminuindo. Poucas chances claras foram criadas e a Inter caminhou tranquilamente para a vitória.