<
>

Federação Inglesa anuncia novas regras, e treinadores também poderão levar cartões; veja medidas

José Mourinho, Pep Guardiola, Jurgen Klopp e os outros técnicos que trabalham na Inglaterra acabam de ganhar mais um motivo para se preocupar. Isso porque a Federação Inglesa anunciou novas regras nos campeonatos locais e, a partir da próxima temporada, os técnicos passam a ser punidos com cartões, assim como acontece com jogadores.

De acordo com as mudanças, o uso de linguagem imprópria, gestos para o árbitro, chutar ou jogar garrafas, além de aplausos sarcásticos serão punidos com cartão amarelo. Já o vermelho será usado para condutas mais violentas, como cuspidas em adversários ou em caso de invasão de campo para paralisar a partida.

Essas regras passam a valer em competições como a Championship (segunda divisão), League One (terceira divisão), League Two (quarta divisão), além da FA Cup e a Carabao Cup, as copas em que participam até mesmo os maiores clubes do país. A Premier League, grande liga de futebol do mundo, ainda não terá a novidade neste ano.

"Se o comportamento de qualquer um dos membros do banco, geralmente liderado pelo treinador, chegar a um nível não apropriado, como forma de precaução, será aplicado um cartão amarelo pelo árbitro", disse Shaul Harvey, diretor executivo da Federação Inglesa.

Além disso, os cartões, assim como para os jogadores, geram suspensões automáticas. Em caso de quatro cartões amarelos acumulados, o treinador fica fora de um jogo. Se chegar a oito, fica duas partidas fora. Caso alguém chegue a 16, passará por um "curso de reciclagem" da Federação.

De acordo com o dirigente da Federação, a medida é para melhorar o comportamento dos técnicos à beira do campo. "Se o comportamento continuar de maneira inadequada, existe a possibilidade de um segundo cartão amarelo ser exibido e o técnico ser expulso. Espero que isso melhore o comportamento nas áreas técnicas".