<
>

Croácia: Volante de R$ 139 milhões é esquecido novamente e pode 'ganhar tudo' sem jogar

play
Final da Copa: Rafael Oliveira analisa os confrontos diretos no campinho de França e Croácia (1:52)

Matuidi contra Modric, Pogba versus Rakitic e Mbappé enfrentando Strinić prometem esquentar a decisão (1:52)

Jogar no Real Madrid, ganhar três Champions League e agora ter a oportunidade de ser campeão do mundo por seu país. Poucos têm um currículo desse, e um jogador da Croácia pode culminar uma sequência impressionante de títulos neste domingo, na final do Copa do Mundo da Rússia, contra a França, às 12h.

Porém, Mateo Kovacic quase não joga, e viu todas essas conquistas do banco de reservas.

Hoje com 24 anos, ele foi comprado pelo Real Madrid junto a Inter de Milão em 2015 por 31 milhões de euros (R$ 139 milhões). Na Espanha, ele nunca foi titular absoluto, mas sempre foi uma opção para o meio campo, tendo feito 34 jogos em seu primeiro ano, 39 em sua segunda temporada e 36 em 2017/2018. Além das Champions, ele venceu Mundial de Clubes (2 vezes), Supercopa Europeia (2), Campeonato Espanhol e Supercopa da Espanha.

Na seleção da Croácia, muitos esperavam que Kovacic formaria o meio-campo com Rakitic e Modric. Contudo, isso não aconteceu, e o volante foi titular apenas na vitória contra a Islândia, quando Zlatko Dalic poupou a maioria dos seus titulares.

No mais, 12 minutos diante da Nigéria, oito contra a Argentina, 49 contra a Dinamarca e 32 contra a Rússia, com os últimos dois jogos tendo ido para a prorrogação. Diante dos russos aliás, ele perdeu um pênalti e foi salvo pelos seus companheiros,

Na semifinal diante da Inglaterra, Kovacic ficou no banco durante todos os 120 minutos. Certamente, ele começará entre os suplentes neste domingo, quando terá mais uma chance de subir no lugar mais alto do pódio.