<
>

Porto faz última proposta, sobe valor e dá prazo para Palmeiras responder sobre Róger Guedes

A paciência dos dirigentes do Porto está chegando ao final. Tanto que a diretoria portuguesa prepara a última proposta para ter o atacante Róger Guedes e não pretende esperar tanto pela resposta.

A reportagem apurou que a próxima segunda-feira, dia 16 de julho, é o prazo final para o Palmeiras decidir se venderá o atleta ou não. Após isso, o clube português vai entender que as negociações não terão andamento e vão partir para outros rumos.

Para conseguir uma resposta positiva do "Verdão", o clube português subiu a proposta: 9 milhões de euros para contar com o atacante brasileiro (cerca de R$ 40,6 milhões). A última tinha sido de 8 milhões (R$ 36,1 milhões).

A informação que a reportagem apurou é que o Palmeiras não queria desfazer do jogador por menos de 15 milhões de euros (R$ 68 milhões). Além disso, o clube paulista, nos seus 25% do passe do atleta, precisa repassar ao "Galo" 10% de taxa de vitrine, algo que o clube paulista quer evitar.

Existe nos bastidores o desejo palmeirense em negociarem para o Criciúma, detentor de 75% do passe do atleta, fazer este pagamento ao Galo.

Duas partes importantes na negociação querem o desfecho do negócio de forma positiva. Primeiro o Criciúma que vê pela frente a oportunidade de grande lucro com a venda de um jogador importante. Por outro lado, Róger Guedes também comunicou, tanto ao Palmeiras quanto ao Atlético, que deseja deixar Belo Horizonte para morar em Portugal. A justificativa é que a proposta é excelente.

O Atlético nada pode fazer. Aliás, pode igualar a oferta do Porto, no entanto, não tem condições de colocar 9 milhões de euros na mesa por um jogador.

Diante disso, o clube conversa com Guedes e seus empresários tentando convencer que ficar no Brasil e seguir com o mesmo rendimento pode lhe trazer propostas melhores ao final da temporada. Isso, entretanto, não encheu os olhos do atacante como a proposta e possibilidade de jogar na Europa.