<
>

São Paulo vai reajustar salário de Nenê para se proteger de investida árabe

Diante da investida do futebol da Arábia Saudita para contratar Nenê, o São Paulo já definiu que fará um reajuste no salário do meia para segurá-lo. Ele tem se destacado como o principal jogador do time tricolor na temporada e a perda dele impactaria e muito no planejamento para a retomada do Campeonato Brasileiro.

A proposta que chegou até Nenê foi avaliada como muito boa pelo estafe do jogador. Foram oferecidos dois anos de contrato (até 2020) e o dobro que ele recebe atualmente no São Paulo.

O clube interessado é mantido em segredo, mas muitos brasileiros têm ido jogar no país, que entrou mais forte na janela de transferências desta temporada com um projeto para tornar o campeonato local mais competitivo.

A força nas cifras é o que chegou a preocupar o São Paulo. Mas há o entendimento de que o meia quer ficar.

O contrato do jogador com o São Paulo é até o final do próximo ano (31 de dezembro de 2019) e, por hora, não deve ser revista. Apenas ocorrerá um reajuste salarial dentro da realidade financeira do clube.

Hoje, o teto salarial no clube é de pouco mais de R$ 500 mil mensais. O meia recebe pouco menos da metade disso. Nenê já disputou 29 jogos oficiais e fez dez gols.