<
>

Antes da Juventus, Cristiano Ronaldo rejeitou oferta em que ganharia mais de R$ 1 milhão por dia

A trajetória de Cristiano Ronaldo no Real Madrid, ao que tudo indica, realmente chegou ao fim. Insatisfeito com a diretoria do clube espanhol, seu destino parece mesmo ser a Juventus, mas a questão não parece ser apenas financeira.

Por mais que as notícias sejam de que o português quisesse ser “mais valorizado”, e receber salários mais próximos do que os pagos para Messi, no Barcelona, e Neymar, no Paris Saint-Germain, o camisa 7 não considerou apenas as cifras. Fosse assim, seu destino seria a China.

Neste domingo, o jornal espanhol Marca relembra que um clube chinês fez uma proposta com salários de 100 milhões de euros (R$ 453 milhões) por temporada, com contrato de dois anos. Essa quantia representa mais de R$ 1 milhão por dia.

Os chineses, na época, estavam realmente dispostos a abrirem a carteira para contratar o jogador. Na metade de 2017, quando a aproximação teria acontecido, a multa rescisória era de 1 bilhão de euros (R$ 4,54 bilhões), e seria reduzida apenas em janeiro, com algumas exceções, como para o Barcelona e o PSG.

Contudo, Ronaldo considerou que ir para o futebol chinês representaria um “final de carreira”, enquanto ele acredita ter capacidade de seguir competindo em alto nível.

Na Juventus, segundo os relatos, Cristiano Ronaldo receberá 30 milhões de euros (R$ 136,17 milhões), por temporada.