<
>

Novo Ibrahimovic? Como Forsberg saiu da sombra do astro e virou o 'dono da Suécia'

Que Zlatan Ibraimovic é o maior nome da história do futebol da Suécia não há muitas dúvidas. É unanimidade, inclusive, entre os jogadores atuais da seleção. Mas a verdade é que a saída dele acabou sendo boa para o time sueco, que voltou a uma quartas de final de Copa do Mundo depois de 24 anos. Primeiro por fortalecer o espírito coletivo da equipe e depois por abrir espaço para um novo ‘reinado’.

“A saída dele fez com que outros jogadores pudessem aparecer”, disse o capitão Andreas Granqvist ainda antes da vitória sobre a Suíça, nas oitavas de final.

O principal ‘beneficiado’ pela aposentadoria de Ibra certamente atende pelo nome de Emil Forsberg. Foi ele o autor do gol da classificação contra os suíços. E os números só comprovam o crescimento dele sem estar na sombra do astro.

Com Ibrahimovic na seleção, Forsberg encostava na bola 29 vezes e finaliza menos de uma vez em média por partida. Até porque Ibra era o verdadeiro dono do time, com média de 52 ações com a bola e 4,5 chutes.

Sem ele, os números de Emil subiram para 44 ações com a bola e praticamente três finalizações.

Na Copa do Mundo, o meia lidera a Suécia em chutes a gol e é o sexto que mais encosta na bola – mas tem três defensores e dois volantes a sua frente, que só têm ações com a bola na parte defensiva do gramado.

“Ele é fantástico, muito importante para nós. Precisamos dele no ataque porque ele é muito bom com a bola nos pés, pode fazer coisas diferentes. Ibrahimovic é o melhor jogador que já tivemos, é difícil comparar. Mas Emil é fantástico, ele merece tudo de bom”, diz o zagueiro Lindelof.

"Não acredito que ninguém tenha a herança de outra pessoa. Começamos com uma nova equipe. Forsberg criou jogadas decisivas e acho que fez isso muito bem. Não vamos falar de como eram as coisas, quero falar da equipe atual", completou o técnico Janne Andersson, também evitando um pouco o assunto.

E o próprio Forsbeg tenta fugir das comparações. “Sempre vão me perguntar sobre o Ibra e nunca vou responder”, diz.

Até porque seu estilo é bem diferente do grande astro sueco. Enquanto Ibrahimovic gosta de ser o centro de todas as atenções, Forsberg prefere um estilo bem mais pacato, longe dos holofotes.

E é nele que a torcida deposita toda a confiança para ir ainda mais longe nesta Copa do Mundo. A Suécia agora enfrenta a Inglaterra, nas quartas de final do próximo sábado (7), em Samara, às 11h (de Brasília).