<
>

Suécia fala em 'feito histórico' e 'sonho', mas avisa: 'Podemos vencer qualquer um'

É tão incrível que nem os jogadores parecem acreditar muito, mas a Suécia está nas quartas de final de uma Copa do Mundo. Eram 24 anos sem chegar tão longe no torneio. E deixando pelo caminho times como Holanda, Itália e Alemanha. Até por isso a incredulidade é tão grande que chega até aos vestiários.

“História”, define Ola Toivonen sobre o que estão fazendo os suecos na Rússia.

“Estamos entre os oito melhores, é incrível”, diz John Guidetti.

“É como um sonho, continuamos vivendo na nossa bolha. Não queremos ir para casa ainda, mesmo que tenhamos saudades das nossas famílias. Temos mais para mostrar ainda”, completa Marcus Berg.

Mas agora que o time chegou tão longe, a expectativa é de ir ainda além.

“Sabemos que vai ser difícil, mas temos a chance e vamos tentar fazer. Queremos ganhar todos os jogos e se ganharmos todos os jogos, vamos ser campeões”, diz Viktor Claesson.

“Somos uma equipe, mas sempre corremos, não é fácil fazer tantos gols na gente. Podemos ganhar de qualquer um”, completa Guidetti.

“A mentalidade que temos, o jeito que jogamos faz com que seja muito difícil de jogar contra a gente. Realmente achamos que podemos vencer qualquer um. Temos que acreditar. E todos os jogos que fizemos mostram que podemos vencer qualquer um. Somos um time compacto, todos dão o máximo pelos outros. Não é um grande segredo”, finaliza Berg.

O próximo rival sueco é mais um time que já foi campeão do mundo: a Inglaterra, nas quartas de final do próximo sábado (7), em Samara, às 11h (de Brasília).