<
>

Tunísia bate Panamá e quebra jejum de 40 anos na Copa do Mundo

Apesar de entrar em campo já eliminada da Copa do Mundo, a Tunísia deu motivos de sobra para seus torcedores sorrirem na despedida do Mundial. A equipe africana bateu o Panamá de virada por 2 a 1, nesta quinta-feira (28/06), em Saransk.

Foi a primeira vitória dos tunisianos na competição depois de 40 anos. O único triunfo havia sido em 1978, por 3 a 1 contra o México. Nas três Copas que disputou depois (1998, 2002 e 2006), a equipe somou apenas um ponto em cada torneio.

A Tunísia ficou na terceira posição do Grupo G, com três pontos ganhos. A líder Bélgica, com nove pontos, e o segundo colocado, a Inglaterra (seis), se classificaram para as oitavas de final.

Em sua estreia em Copas do Mundo, o Panamá terminou na lanterna (32ª posição), sem somar pontos. Ao menos, conseguiu fazer dois gols.

Jogo

O primeiro tempo começou disputado, com as duas equipes tentando aproveitar todos os lances. A partida era truncada, com o Panamá mantendo maior posse de bola e tentando achar espaços na defesa panamenha, que se mantinha bem postada.

No final da primeira etapa, porém, o Panamá abriu o placar. Após Rodríguez balançar a rede do goleiro tunisiano Mathlouthi, após desviar no zagueiro Meriah, a quem foi creditado gol contra. Foi o 50º gol contra da história dos Mundiais.

A Tunísia iniciou a pressão em busca do gol de empate e chegou a levar perigo, porém acabou indo para intervalo com a desvantagem no placar.

Os tunisianos queriam o empate de qualquer maneira e começaram a segunda etapa começou indo para cima. E foram premiados com o gol logo aos cinco minutos. Sliti tocou para Khazri dentro da área. Ele passou para o atacante Ben Youssef apenas finalizar para o gol. Este foi o gol 2500 na história da Copa do Mundo.

A pressão africana seguiu firme e o time conseguiu a virada com Khazri, que recebeu passe dentro da pequena área de Haddadi e só empurrou para o fundo das redes, aos 20 minutos.

O Panamá até tentou chegar ao ataque e garantir pelo menos o empate. Chegou a ter um gol anulado e duas boas chances já nos acréscimos, mas não teve sucesso e viu a Tunísia levar a vitória.

Ficha Técnica

PANAMÁ 1 X 2 TUNÍSIA

Local: Arena Mordovia, em Saransk (Rússia)
Data: 28 de junho de 2018 (Quinta-feira)
Horário: 15h (de Brasília)
Árbitro: Nawaf Shukralla (Bahrein)
Assistentes: Abdulla Tulefat (Bahrein) e Taleb Al Marri (Catar)
Cartões amarelos: Ávila, Gabriel Gómez, Tejada (Panamá); Sassi, Badri, Chaaleli (Tunísia) Gols: PANAMÁ: Meriah (contra) aos 32 minutos do primeiro tempo;
TUNÍSIA: Ben Youssef, aos cinco minutos do segundo tempo, Khazri, aos 20 minutos do segundo tempo.

PANAMÁ: Jaime Penedo; Adolfo Machado, Román Torres (Tejada), Fidel Escobar e Ovalle; Ricardo Ávila (Arroyo), Gabriel Gómez, Eric Bárcenas, Aníbal Godoy e José Rodríguez; Gabriel Torres (Cummings)
Técnico: Hernán Darío Gómez

TUNÍSIA: Aymen Mathlouthi; Hamdi Nagguez, Bedoui, Yassine Meriah e Haddadi; Ellyes Skhiri, Chaaleli e Ferjani Sassi (Badri); Fakhreddine Ben Youssef, Sliti (Khalil) e Wahbi Khazri (Srarfi)
Técnico: Nabil Maaloul